Publicidade

Estado de Minas PARCERIA

Prêmio Braztoa de Sustentabilidade tem inscrições até 3 de outubro

PNUMA e Braztoa que, desde 2013, atuam juntas, mais uma vez unem esforços para difusão do turismo sustentável no país, focando o respeito ao meio ambente


postado em 05/07/2016 17:11 / atualizado em 05/07/2016 17:17

Uma parceria de peso reforça a chancela do Prêmio Braztoa de Sustentabilidade 2016. Uma das maiores premiações nacionais do setor de turismo conta com o apoio do Passaporte Verde, campanha lançada em 2008, em conjunto, pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), pelos Ministérios do Meio Ambiente e do Turismo do Brasil e pelo Ministério Francês do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, entre outros.

Em total sintonia, Braztoa e PNUMA têm motivos de sobra para unir forças com seus projetos, pois ambos estão focados em incentivar o respeito ao meio ambiente e à cultura local, fomentando ações para o desenvolvimento socioeconômico das comunidades. Foi levando o histórico de atuação sustentável da Braztoa, desde 2005, que as entidades firmaram, em 2013, parceria (Memorando de Entendimento entre as Partes) visando a união de esforços nessa área.

"Para a Braztoa, é motivo de orgulho sermos a única entidade privada parceira do PNUMA no Brasil, para o desenvolvimento do Passaporte Verde. Isso é muito gratificante e um estímulo para seguirmos em frente com as ações do Programa Braztoa de Sustentabilidade, no qual o Prêmio está inserido", disse Mônica Samia, CEO da Braztoa.

A parceria para a edição deste ano visa ampliar a visibilidade ao Prêmio Braztoa de Sustentabilidade e alavancar suas adesões, utilizando o www.passaporteverde.org.br como canal de divulgação de boas práticas de empresas de destaque no Prêmio.

A Braztoa também contribuirá na promoção das ações do Passaporte Verde, sendo parceira de comunicação das campanhas "Eu cuido do meu destino" e "Compromisso Voluntário com a Sustentabilidade", que visam estimular práticas sustentáveis no turismo para o público final, além de engajar mais empreendedores do trade.

"O Passaporte Verde é uma campanha que busca levar tanto o turista para um consumo mais responsável quanto os empresários do turismo para uma produção mais sustentável. Para atingir seu objetivo de levar essas informações a mais pessoas e empresas é fundamental parcerias como a da Braztoa" diz Mariana Madureira, sócia da Raízes Desenvolvimento Sustentável, que executa a campanha este ano junto à Rio 2016.

. O Prêmio Braztoa de Sustentabilidade tem inscrições abertas até 3 de outubro no site www.braztoa.com.br

. Detalhes sobre o Prêmio Braztoa de Sustentabilidade 2016: http://braztoa.com.br/premio-braztoa-de-sustentabilidade-2016-lanca-novas-categorias-e-traz-jurados-de-grande-renome/


Sobre a Braztoa

A Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo) reúne cerca de 87 associados, entre operadoras de turismo e empresas de representação de produtos e destinos, além de convidados, responsáveis por estimados 90% dos pacotes turísticos comercializados no Brasil. Entidade sem fins lucrativos, a Braztoa promove ações e parcerias que valorizam as atividades empresariais dos associados, apoiando o desenvolvimento do mercado turístico de forma sustentável.

Sobre o Pnuma
Criado em 1972, o Programa das Nações Unidas para o Meio ambiente (PNUMA) é a principal autoridade global em meio ambiente e a agência do sistema das Nações Unidas responsável por promover a conservação do meio ambiente, o desenvolvimento sustentável e o uso eficiente de recursos.

Sobre o Passaporte Verde

A campanha Passaporte Verde é uma iniciativa do PNUMA, com apoio do Ministério do Meio Ambiente, Ministério do Turismo, Ministério do Esporte e Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Tendo como pano de fundo a realização do Jogos Olímpicos e Paralímpicos, a campanha pretende sensibilizar turistas nacionais e internacionais quanto ao seu potencial de contribuir com o desenvolvimento sustentável local por meio de escolhas responsáveis durante suas viagens, seja de férias e lazer seja de negócios.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade