Publicidade

Estado de Minas

Facebook prepara versão que deve concorrer com o Google Drive e o LinkedIn


postado em 18/11/2014 12:09 / atualizado em 18/11/2014 12:13

(foto: AFP PHOTO / Karen BLEIER )
(foto: AFP PHOTO / Karen BLEIER )

O Facebook prepara uma versão para profissionais de sua página na internet para concorrer com sites como o LinkedIn, noticiou o Financial Times nesta segunda-feira, citando fontes do setor.

"O Facebook trabalha secretamente em um novo site na internet, chamado 'Facebook at work (Facebook no trabalho)", que permitirá aos usuários "se comunicar com colegas, fazer contato com outros profissionais e colaborar em documentos", acrescentou o Financial Times.

"Vamos continuar a nos preparar para o futuro, investindo de forma agressiva conectando todo o mundo, entendendo o mundo e construindo a próxima geração da plataforma de informática", declarou no mês passado o chefe-fundador do Facebook, Mark Zuckerberg.

"Temos um longo caminho pela frente", disse.

Com cerca de 1,35 bilhão de usuários ativos por mês no mundo, o Facebook foi criado em 2004 por 2004 por Zuckerberg e outros estudantes da Universidade de Harvard.

O site procura diferenciar a sua oferta. Semanas atrás, lançou um aplicativo que permite aos usuários discutir de forma anônima sobre vários assuntos em salas de bate-papo virtuais, como acontecia nos primórdios da internet.

O "Facebook at work" está sendo testado com um pequeno grupo de empresas e poderá ser lançado ao mercado nos próximos meses, acrescentou uma fonte ligada ao tema.

Durante a fase de testes, que não contém nenhum tipo de publicidade, o Facebook não é pago, mas a rede de relacionamentos pode chegar a cobrar pelos serviços reservados para profissionais. O projeto é chefiado por uma equipe radicada em Londres.

Uma página web com estas características seria uma ameaça direta para outros sites, como o LinkedIn (cujas ações caíram na bolsa, esta segunda-feira, após o anúncio dos projetos do Facebook), IBM Connections e outros como Yabber.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade