Publicidade

Estado de Minas

Metade das aves da América do Norte correm risco por mudanças climáticas


postado em 10/09/2014 13:15

WASHINGTON - Mais da metade das espécies de pássaros da América do Norte, como a águia-careca, símbolo dos Estados Unidos, estão ameaçadas pelas mudanças climáticas, segundo um estudo da organização ambiental americana National Audubon Society.

"As mudanças climáticas representam a maior ameaça aos nossos pássaros hoje", disse Gary Langham, diretor científico da organização e responsável por essa pesquisa que durou sete anos.

A situação exige "uma ação rápida e decisiva para evitar uma catástrofe", alertou.

Trezentos e catorze espécies, mais da metade das que existem na América do Norte e que não eram consideradas em perigo até o momento, estão a partir de agora ameaçadas de extinção se as temperaturas continuarem aumentando, segundo o estudo.

Os ornitólogos identificaram 126 espécies em risco de perder 50% (em alguns casos até 100%) de seu habitat até 2050, sem a possibilidade de emigrar para outro lugar se o aquecimento mantiver o ritmo atual.

Outras 188 espécies podem perder pelo menos 50% de seu habitat até 2080, mas estas poderão ser capazes de colonizar áreas mais frias.

Os cientistas analisaram 30 anos de estatísticas relacionadas ao clima na América do Norte, assim como dezenas de milhares de observações de pássaros e de estudos sobre os locais de reprodução e as condições climáticas.

Enquanto algumas espécies são capazes de se adaptar às mudanças climáticas em seu habitat tradicional, vários dos mais conhecidos e simbólicos pássaros dos Estados Unidos enfrentam sérios desafios. A águia-careca pode sofrer uma redução de seu habitat de cerca de 75% ao longo dos próximos 65 anos.

Outros pássaros que simbolizam estados americanos e estão em perigo são o pelicano-pardo da Louisiana, a gaivota da Califórnia, em Utah, e o maçarico-solitário de Vermont.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade