Publicidade

Estado de Minas

Apresentado esqueleto de dinossauro mais completo encontrado até hoje


postado em 05/09/2014 06:00 / atualizado em 05/09/2014 09:46

(foto: MARK A. KLINGER/CARNEGIE MUSEUMOF NATURAL HISTORY/AFP)
(foto: MARK A. KLINGER/CARNEGIE MUSEUMOF NATURAL HISTORY/AFP)
 

 

Uma equipe de paleontólogos apresentou ontem um dinossauro gigantesco, que viveu há 77 milhões de anos na Patagônia, Argentina, com o esqueleto “mais completo” encontrado até hoje. Esse novo dinossauro, descrito na revista Scientific Reports, pertence à família dos titanossauros – dinossauros herbívoros encontrados em grande número no período Cretáceo Superior – na região em que esse fóssil foi descoberto, em 2005, na província de Santa Cruz (Sul).

A Patagônia argentina é o local onde habitaram os maiores dinossauros da Terra. Os cientistas estimam que o animal, que teria um pescoço muito comprido, media cerca de 26 metros de comprimento e pesava 60 toneladas. Seu esqueleto mostra também que, quando morreu, ele ainda não teria parado de crescer. Durante quatro sessões de escavações, entre 2005 e 2009, os palentólogos encontraram mais de 70% dos ossos, exceto os da cabeça, ou seja, mais de 45% do conjunto do esqueleto. Segundo os pesquisadores, é muito mais que os outros tiranossauros descobertos anteriormente.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade