Publicidade

Estado de Minas

Cientistas japoneses identificam gene que faz flores murcharem rápido


postado em 04/07/2014 09:55 / atualizado em 04/07/2014 12:47
http://www.em.com.br/app/noticia/tecnologia/2014/07/04/interna_tecnologia,545284/cientistas-japoneses-identificam-gene-que-faz-flores-murcharem-rapido.shtml

Pesquisador Kenichi Shibuya, um dos principais autores do estudo (foto: AFP PHOTO / NATIONAL AGRICULTURE AND FOOD RESEARCH ORGANIZATION)
Pesquisador Kenichi Shibuya, um dos principais autores do estudo (foto: AFP PHOTO / NATIONAL AGRICULTURE AND FOOD RESEARCH ORGANIZATION)
TÓQUIO - Um grupo de cientistas japoneses afirma ter descoberto o gene responsável por fazer com que alguma espécies de flores murchem tão rapidamente.

Ao suprimir este gene, chamado "EPHEMERAL1", a duração de vida destas flores praticamente duplica, explicou Kanichi Shibuya, um dos principais autores de um estudo realizado por um instituto de pesquisa em agricultura e alimentação de Tsukuba com a Universidade de Kagoshima.

As "flores não tratadas começaram a murchar 13 horas depois de sua eclosão, as geneticamente modificadas duraram 24 horas", explicou Shibuya à AFP. "Concluímos que o gene está vinculado à senescência das pétalas", acrescentou.

Esta descoberta pode permitir elaborar métodos para prolongar a vida das flores cortadas.

"Não seria realista modificar os genes de todas as espécies de flores, mas podemos buscar outras formas de eliminar o gene incriminado fazendo, por exemplo, as flores cortadas absorverem uma solução que impediria a ativação do gene", acrescenta Shibuya.

Para algumas flores, como os cravos, os floristas utilizam atualmente produtos químicos para inibir o etileno, um hormônio vegetal que acelera a floração. Mas o etileno não está envolvido no envelhecimento de outras flores populares, como a tulipa e o lírio.

Um gene similar ao EPHEMERAL1 pode ser o responsável pelo envelhecimento das pétalas destas plantas, o que significa que sua desativação pode prolongar a duração da floração.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade