Publicidade

Estado de Minas

Exames do checape neurológico


postado em 07/07/2011 09:29 / atualizado em 07/07/2011 09:32

Eletroencefalograma com mapeamento cerebral
São dois exames complementares, que identificam a quantidade e a intensidade de ondas elétricas (energia) que o cérebro emite.

As avaliações são feitas pela captação de impulsos elétricos medidos por eletrodos (espécie de botões de chumbo ligados por delicados fios), que são colados no couro cabeludo do paciente.

Os dispositivos transmitem dados ao computador, que transforma essas variações de energia em um aspecto visual para poderem ser interpretadas pelo médico.

Têm sido usados também para avaliação prognóstica e acompanhamento evolutivo de distúrbios de aprendizagem e demências.

Ressonância nuclear magnética do cérebro
A ressonância magnética (RM) é uma técnica radiológica que possibilita a visualização do interior do corpo de maneira não invasiva.

Diferentemente da radiologia convencional e da tomografia computadorizada, a RM não usa radiação, mas poderosos magnetos (ímãs) e ondas de rádio para obter imagens.

Imagens isoladas de RM são chamadas de cortes (slices), que podem ser armazenados em um computador ou impressos em filme.

Um único exame pode produzir centenas de imagens, que detectam alterações na estrutura neurológica, ajudando o especialista a chegar ao diagnóstico definitivo de uma doença que esteja investigando.

Angiorressonância

A angiografia por ressonância (ARM), ou angiorressonância, cria imagens tridimensionais dos vasos sanguíneos. Ela é utilizada nos casos em que a angiografia tradicional não pode ser realizada.

As imagens de RM podem ser intensificadas ou melhoradas com o uso de contrastes especiais.

Elas identificam anomalias anatômicas, aneurismas, estenoses, oclusões e complicações vasculares pós-cirúrgicas.

Doppler das artérias carótidas e vertebrais
Exame não invasivo, com duração média inferior a 30 minutos, no qual o paciente fica deitado para avaliação das carótidas na região do pescoço.

Aplica-se um gel sobre a pele e, em seguida, o médico coloca um transdutor (aparelho que emite e detecta ondas sonoras que captam o movimento do sangue nos vasos).

O transdutor gera imagens e cores das artérias mostradas no visor do aparelho de ultrassom.
Devido à passagem do sangue através da artéria, um som similar aos batimentos cardíacos é ouvido.

As principais imagens obtidas durante o exame são documentadas em papel impresso e posteriormente analisadas pelo médico para realização do laudo.

  • Tags
  • #
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade