Publicidade

Estado de Minas CRUZEIRO

Rafael explica período sem jogar no Reading e quer Cruzeiro protagonista

Goleiro foi escolhido para vaga de Fábio, que não teve seu contrato renovado e acertou com o Fluminense


22/01/2022 09:05 - atualizado 22/01/2022 09:16

Rafael Cabral foi contratado para ser o goleiro titular do Cruzeiro em 2022
Rafael Cabral foi contratado para ser o goleiro titular do Cruzeiro em 2022 (foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)
Novo goleiro do Cruzeiro, Rafael Cabral explicou, em entrevista coletiva, o motivo pelo qual ficou na reserva nos últimos jogos do Reading, da Inglaterra. Embora tenha atuado no último dia 8, quando seu time foi derrotado por 2 a 1 para o Kidderminster, o camisa 1 ficou fora dos confrontos pela Segunda Divisão da Inglaterra entre setembro e dezembro de 2021.

"Eu estava jogando. Joguei os últimos dois anos. Comecei essa temporada, nosso clube estava com muitos problemas. Começamos a temporada não muito bem. Eu estava fazendo meu trabalho e tive uma lesão na mão. Fiquei um jogo fora, o time ganhou, o treinador me chamou e falou: 'Rafa, eu quero dar continuidade no goleiro, para que ele jogue. Você tem contrato (só) até o fim do ano'", explicou.

"O clube já tinha recebido várias sondagens, então eles sabiam que a possibilidade de sair em janeiro era real e grande. Até por uma vontade minha. Eles não queriam que eu saísse, foi algo que eu pedi. Eu me sinto muito privilegiado. Por todos os lugares que passei, sempre saí pela porta da frente. Com muita conversa, muita sinceridade, eu disse a eles que meu desejo era viver um novo desafio, era trocar de clube", complementou.

Rafael Cabral foi contratado pelo Reading em 2019 e teve grande sequência na Inglaterra. No total, foram 98 jogos em três temporadas incompletas. Na Europa, o ex-goleiro do Santos ainda defendeu as camisas de Napoli (45 jogos) e Sampdoria (4), ambos da Itália.

"Estou muito bem fisicamente. Estava trabalhando normalmente. Tive a oportunidade de jogar agora antes de eu sair, eles queriam que eu voltasse para o time, mas era uma decisão que eu já tinha tomado (de sair). Sou muito grato ao Reading por tudo que vivi naquele lugar. Conheci pessoas extraordinárias, fui muito feliz, realizei meu sonho de jogar na Inglaterra", disse.

Cruzeiro protagonista

"Mas sou movido por desafios. Sem criticar o ambiente, nada, eu senti que essa seria uma temporada de apenas jogos. Eu não vivo para apenas jogos. Eu quero viver coisas grandes, quero brigar por coisas grandes, e esse foi o motivo de eu ter saído e aceitado o Cruzeiro. Quero ser protagonista num clube protagonista, junto com todos os meus companheiros", finalizou.
Rafael iniciou a pré-temporada com os novos companheiros no último dia 18, na Toca da Raposa II. A estreia do Cruzeiro no Campeonato Mineiro está marcada para a próxima quarta-feira (26), contra a URT, às 17h, no Independência.

Para jogar, o camisa 1 ainda depende do registro no BID, da CBF. Para isso, a Raposa precisará acertar o fim do transfer ban na Fifa. O time celeste está impedido de registrar novos reforços em função de dívidas pelas compras de Arrascaeta e Riascos, em 2015, no total de R$ 23 milhões.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade