Publicidade

Estado de Minas

Minas limita a 20 mil pessoas público inicial


20/01/2022 04:00 - atualizado 20/01/2022 17:06

Torcedores têm teste de COVID conferido no Mineirão: Saúde impõe restrições à torcida nas duas primeiras rodadas do Estadual
Torcedores têm teste de COVID conferido no Mineirão: Saúde impõe restrições à torcida nas duas primeiras rodadas do Estadual (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press - 18/8/21)


O governo estadual e a Federação Mineira de Futebol (FMF) estabeleceram limitação de público nos estádios durante as duas primeiras rodadas do Campeonato Mineiro – que começa na terça-feira. Com a preocupação de conter a propagação da Ômicron, nova variante da COVID-19, os times poderão receber até 20 mil torcedores em seus jogos, independentemente da arena.

Na prática, porém, haverá pouca alteração do que poderia ocorrer neste começo de Estadual, já que o Mineirão ficará disponível para a Conmebol já no início da próxima semana para o duelo entre Brasil e Paraguai pelas Eliminatórias, marcado para 1º de fevereiro. Assim, nem Cruzeiro, que estreia em casa, nem Atlético jogariam no Gigante da Pampulha até a segunda rodada. Em Belo Horizonte, restaria a eles o Independência, cuja capacidade é de cerca de 23 mil torcedores.

Conforme a deliberação do governo, não será permitida a entrada de crianças de até 12 anos, justamente porque elas ainda não estão com o esquema vacinal completo. Além disso, todos os torcedores terão de apresentar passaporte vacinal com as duas doses, ou comprovante de que tiveram o coronavírus nos últimos 30 dias. O uso de máscara será obrigatório – ainda que a norma tenha sido desrespeitada pela maioria em partidas do ano passado.

"É importante que toda a população se conscientize para essas medidas. Essas primeiras duas rodadas servirão de referência para se estabelecerem as medidas das rodadas seguintes. O que a Secretaria da Saúde pretende fazer é uma experiência, monitorando os casos ao longo desse período, bem como o comportamento dos torcedores nas partidas", disse Adriano Aro, presidente da FMF.

Horas antes da reunião entre o governo e a FMF, o Atlético publicou nota se manifestando contra a possibilidade de limitação de público. Para o clube, "iniciativa nessa linha seria completamente injustificada porque o futebol não pode ser tratado de forma diferente das demais atividades. O momento exige cuidado, o que não pode ser confundido com atitudes demagógicas". América e Cruzeiro não se pronunciaram.

EM EXPANSÃO De acordo com dados divulgados pelo governo, o número de casos confirmados de COVID-19 em Minas Gerais nas últimas 24 horas chega a 27.683, com 33 óbitos. No total, desde o começo da pandemia, o estado já contabilizou 2.410.724 diagnósticos positivos do novo coronavírus, com 56.866 mortes.

Na semana passada, Fábio Baccheretti, chefe da pasta da Saúde em Minas, adiantou que se reuniria com a cúpula da FMF para definir novas medidas de segurança, diante da crescente ocupação de leitos em hospitais com o avanço da COVID-19.

O Estadual começa na terça-feira, com o confronto entre Caldense e América, às 21h, no Ronaldão, em Poços de Caldas. Na quarta-feira, cinco partidas completarão a primeira rodada.


Os jogos de abertura

Terça-feira
» Caldense x América, 21h, Ronaldão

Quarta-feira
» Tombense x Pouso Alegre, 15h, Antônio Guimarães de Almeida
» Cruzeiro x URT, às 17h, 
local a definir
» Villa Nova x Atlético, 19h, 
Alçapão do Bonfim
» Democrata x Patrocinense, 20h, Mamudão
» Uberlândia x Athletic Club, 21h, Parque do Sabiá

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade