Publicidade

Estado de Minas CRUZEIRO 100 ANOS

Cruzeiro 100 anos: relembre as maiores vendas de jogadores na história

Lista reúne nomes como Geovanni, Everton Ribeiro e Alex Alves


02/01/2021 09:32 - atualizado 02/01/2021 09:35

(foto: Auremar de Castro/EM/D.A Press)
(foto: Auremar de Castro/EM/D.A Press)
Muito além das compras, o Cruzeiro sempre foi reconhecido pelas vendas vultosas que promoveu ao longo de seus 100 anos. Principalmente durante a gestão do ex-presidente Zezé Perrella (1995 a 2002 e 2009 a 2011), quando o clube acertou três das cinco maiores transferências de sua história: Geovanni ao Barcelona-ESP por 18 milhões de dólares; Fred ao Lyon-FRA por 14,9 milhões de euros e Fábio Júnior à Roma-ITA por 15 milhões de dólares.

As três negociações, concluídas em 2001, 2005 e 1999, respectivamente, renderam aos cofres do Cruzeiro nada menos do que R$ 123 milhões. Em valores corrigidos pelo IPCA, índice oficial de inflação do Brasil, o montante alcança impressionantes R$ 301,8 milhões em 2020.

Especialmente durante a gestão de Perrella, contudo, o Cruzeiro tinha o costume de “fatiar” seus jogadores. Os direitos econômicos eram divididos com inúmeros parceiros, uma vez que a lei permitia a participação de empresas nas transações. A EMS Sigma Pharma, indústria farmacêutica, participou de diferentes negócios neste formato. Desta forma, a Raposa não embolsava a totalidade dos valores.  

Líder do ranking, Geovanni deixou o Cruzeiro rumo ao Barcelona, em junho de 2001, e sua transferência acabou marcada por investigações na Espanha. O negócio envolvia mais de 20 empresários, que receberam comissões pela transação. Na época, até a diretoria do clube espanhol chegou a ser investigada, uma vez que o pagamento foi maior ao declarado pelo Cruzeiro.

Ainda entre as cinco maiores vendas do clube estão transações concluídas após os títulos mais recentes: os Brasileiros de 2013 e 2014 e as Copas do Brasil de 2017 e 2018. São os casos dos meias Arrascaeta e Everton Ribeiro e do meia-atacante Ricardo Goulart.

O ranking das 25 maiores vendas, apresentados nesta reportagem, leva em conta os valores corrigidos pelo IPCA. Ainda integram esse grupo negociações emblemáticas, como a de Alex Alves ao Hertha Berlin-ALE, em 1999, quando o Cruzeiro embolsou quase 7 milhões de dólares, e do zagueiro Wallace, em 2014. Formado na Toca da Raposa I, o jovem, então com 19 anos, foi vendido a um grupo de empresários por 9,5 milhões de euros após atuar em apenas oito jogos pelo time profissional.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade