Publicidade

Estado de Minas SÉRIE A

Atlético vence o Coritiba e se mantém vivo na briga pelo Brasileiro

Galo conta com empate do Flamengo para voltar ao 2º lugar, mas vê São Paulo ganhar e manter vantagem de 7 pontos


27/12/2020 04:00 - atualizado 27/12/2020 17:20

O Galo abriu o placar com Hyoran, num chute bem colocado no ângulo: mesmo instável, time fez o dever de casa no Mineirão(foto: JUAREZ RODRIGUES/EM/D.A PRESS)
O Galo abriu o placar com Hyoran, num chute bem colocado no ângulo: mesmo instável, time fez o dever de casa no Mineirão (foto: JUAREZ RODRIGUES/EM/D.A PRESS)

O Atlético continua vivo na briga pelo título do Campeonato Brasileiro com a vitória por 2 a 0 sobre o Coritiba, ontem, no Mineirão. O time segue à caça do líder, São Paulo, e terá 14 dias para se preparar rumo ao próximo compromisso, dia 11, contra o Bragantino, pela 29ª rodada – o jogo da 28ª, diante do Santos, será apenas em 27 de janeiro, em função de compromissos dos paulistas, semifinalistas pela Copa Libertadores.

Nos outros duelos, o São Paulo venceu o Fluminense por 2 a 1 no Maracanã e manteve a diferença de sete pontos na ponta da tabela. Já o Flamengo empatou por 0 a 0 com o Fortaleza no Castelão, o que levou o alvinegro mineiro de volta ao segundo lugar.

Ainda que não dependa apenas de si para ser campeão, a 11 partidas do fim da competição o Galo vai em busca do primeiro lugar. Tem a favor o tempo para trabalhar, pois o tricolor paulista ainda disputa a Copa do Brasil, pela qual faz o jogo de volta na quarta-feira, contra o Grêmio, no Morumbi, após derrota por 1 a 0 na ida.

A meta no elenco atleticano é fazer sua parte. “A gente sabe da dificuldade, temos de buscar um jogo de cada vez, não adianta pensar lá na frente", afirma o armador Hyoran, autor do primeiro gol e que acredita que agora é momento de o time se concentrar ainda mais.  “O tempo para treinar é diferente, você perde um pouco de ritmo de jogo. Mas temos de buscar trabalhar bem para aproveitá-lo bem".

Ontem, com uma formação bastante ofensiva, o Galo tratou de ir para cima e quase fez o primeiro gol aos 3min, com Hyoran, que acertou o travessão em cobrança de falta. Isso não mudou nem com a contusão de Zaracho (sentiu incômodo na coxa esquerda), ainda com 12min. Sendo substituído por Calebe.

Mas o apetite ofensivo proporcionou alguns espaços, que quase foram aproveitados pelo adversário. Como ao 26min, quando Matheus Galdezani finalizou por cima. Ou mesmo aos 10min do segundo tempo, com Jonathan cruzando da esquerda e Rhodolfo, livre, cabeceando para fora.

O técnico Jorge Sampaoli exaltou o triunfo, mas reconheceu o desequilíbrio alvinegro. "Uma vitória muito importante por causa da necessidade que tínhamos de ganhar, mais ainda pela dificuldade que tivemos no jogo, com uma equipe muito recuada como o Coritiba, que fechou muito bem os espaços defensivos, com muita gente. Então, o time teve dificuldade com relação à transição, eles aproveitaram, porque nós não atacamos como deveríamos, tivemos de variar alguma coisa para protegermos um pouco e poder ganhar o jogo", afirmou.

GOLAÇO

A tranquilidade só veio aos 20min. Hyoran acertou belo chute de dentro da área, mandando no ângulo esquerdo de Wilson. Ainda assim, os paranaenses ameaçaram 10 minutos depois. Robson obrigou Éverson a grande defesa em arremate de dentro da área. De qualquer forma, o jogo ficou mais tranquilo para os atleticanos do que no primeiro tempo.

Cada vez mais à vontade em campo, o Galo poderia ter ampliado aos 27min com Hyoran. Porém, Wilson desviou quase à queima-roupa.

Aos 37min saiu definiria o placar. Guilherme Arana recebeu passe e tocou de primeira para Eduardo Sasha, que tinha acabado de entrar. O atacante superou dois defensores e tocou no cantinho para fazer 2 a 0 no Mineirão e manter vivas as chances do Atlético.

 
FICHA TÉCNICA
Atlético 2 X 0 Coriiba
Atlético: Éverson; Guga, Réver, Junior Alonso e Guilherme Arana; Hyoran, Zaracho (Calebe 14 do 1º, depois Alan Franco 17 do 2º) e Nathan (Eduardo Sasha 37 do 2º), Savarino; Vargas (Igor Rabello 26 do 2) e Keno
Técnico: Jorge Sampaoli    
Coritiba: Wilson; Natanael, Rhodolfo, Sabino e Jonathan; Hugo Moura (Pablo Thomaz 2 do 2º), Matheus Sales, Matheus Galdezani e Giovanni Augusto; Rafinha (Robson 28 do 2º) e Neílton (Nerutti 32 do 2º)
Técnico: Pachequinho
27ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Mineirão
Gol: Hyoran 20 e Eduardo Sasha 37 do 2º
Árbitro: Dyorgines José Padovani de Andrade (ES)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires e Vanderson Antônio Zanotti (ES)
VAR: Gilberto Rodrigues Castro Júnior (PE)
Cartão amarelo: Jorge Sampaoli
Próximos jogos dos Atlético: Bragantino (F), Atlético-GO (C) e Vasco (F)

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade