Publicidade

Estado de Minas MOMENTO DIFÍCIL

Um "Santo" em desprestígio

Uma das maiores referências da torcida, Victor tenta se reerguer ao viver seu pior momento na história do clube


10/09/2020 19:05 - atualizado 10/09/2020 19:15

Victor atuou em apenas quatro partidas em 2020(foto: Pedro Souza / Atlético)
Victor atuou em apenas quatro partidas em 2020 (foto: Pedro Souza / Atlético)

Quase oito anos de história, títulos conquistados e uma legião de fãs. Tais ingredientes fizeram do goleiro Victor um dos ídolos do Atlético na atual década. Com a chegada de Jorge Sampaoli, porém, o status do camisa 1 vem diminuindo consideravelmente no clube. A cada jogo, ele perde espaço de forma gradual. 
 
A chegada de Everson (ex-Santos), novo reforço alvinegro, é mais um indício de que Victor vive dias difíceis. O jogador foi uma das indicações de Sampaoli para assumir a meta alvinegra no Campeonato Brasileiro. Nesse sentido, até mesmo Rafael, contratado antes da pausa em virtude da pandemia, pode sair perdendo. 

Na derrota para o Santos por 3 a 1, na Vila Belmiro, Victor voltou a jogar depois de mais de seis meses.  E sua atuação fugiu muito à regra do desempenho impecável que marcou sua trajetória pelo clube, ao falhar de forma bisonha no gol de Arthur Gomes (o primeiro do Peixe), com a bola passando entre as pernas.

Depois  de sofrer tendinite no joelho esquerdo na última temporada, a carreira do goleiro de 37 anos declinou. Em 2020, foram apenas quatro  partidas disputadas pelo Galo. No início do ano, ainda se recuperava fisicamente e foi preterido pelo venezuelanio Rafael Dudamel. Sob o comando do interino James Freitas, ele foi titular nos dois jogos. E, com Sampaoli, virou figura carimbada no banco de reservas da equipe. 

Victor tem contrato até o fim desde ano e, por enquanto, a diretoria não deu pistas se renovará o vínculo ou não. O herói da Libertadores de 2013 é o jogador com mais partidas no grupo: completou 423 jogos, com 450 gols sofridos. A vinda de Everson significará que o experiente goleiro será a terceira opção no grupo daqui para a frente, com raras chances para atuar.
Apesar disso, pode haver ainda uma oportunidade no fim de semana. Com a suspensão de Rafael, Sampaoli pode optar por Victor ou antecipar a estreia de Everson contra o Bragantino, domingo, às 18h, no Mineirão, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

Everson chega

Caso queira optar pelo novo reforço, Sampaoli terá de observar o desempenho dele nos treinos. O goleiro ficou vários meses sem atuar e esteve fora de vários treinos do Santos depois de acionar o clube na Justiça do Trabalho. Depois que perdeu a ação, ele voltou às atividades, mas virou quarta opção no elenco santista. Posterirmente, começou as negociações com o Atlético.

“Estou muito feliz com a oportunidade de trabalhar no Atlético, neste grande projeto. Espero trabalhar, desempenhar meu trabalho e dar alegria ao torcedor atleticano”, disse Everson no primeira vez que vestiu a camisa alvinegra. Ele assinou contrato até dezembro de 2022. O Atlético pagará R$ 6 milhões ao Santos e cederá também o volante Zé Welison aos paulistas. 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade