Publicidade

Estado de Minas CRUZEIRO

Cruzeiro vê com bons olhos chance de receber jogos na Toca I durante pandemia de coronavírus

Presidente ressaltou necessidade de reduzir custos de partidas sem renda


postado em 23/06/2020 06:00 / atualizado em 23/06/2020 09:42

Toca da Raposa I poderia receber jogos do Cruzeiro(foto: Arquivo EM)
Toca da Raposa I poderia receber jogos do Cruzeiro (foto: Arquivo EM)
Presidente eleito do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues analisa com bons olhos a possibilidade de o clube receber jogos oficiais na Toca da Raposa I enquanto durar a pandemia de coronavírus. Sem poder receber público nos jogos quando o reinício do calendário for confirmado, o clube celeste precisará encontrar saídas para reduzir despesas das partidas, uma vez que não terá renda dos duelos.

Em entrevista exclusiva ao Superesportes, o presidente reafirmou que, apesar do desejo, a viabilidade da proposta ainda dependeria da homologação dos vestiários e do banco de reservas e de uma estrutura que permita a TV detentora dos direitos de transmissão de exibir o jogo. 

“Para fazer jogo em CT a gente tem três pontos cruciais, que é a TV permitir, ter estrutura para isso, e ter homologação dos vestiários e bancos de reservas da forma correta, como deve ser. Talvez a Federação (Mineira de Futebol) flexibilize isso num momento complicado como esse. Se o fizer, é óbvio que acredito que, não só o Cruzeiro, como todos os clubes vão preferir jogar sem custos”, disse.

“Mas depende também dos clubes do interior. Já existe uma proposta dos estádios, me parece, para que recebam jogos sem custos, enfim. Eu acho que todos vão buscar gastar o menos possível já que o jogo não terá renda. A gente só vai saber isso mais para frente. Mas se a Federação permitir e for um consenso, eu vejo isso como uma realidade”, analisou.

O último jogo oficial do Cruzeiro, realizado no Independência, ocorreu em 15 de março. Na oportunidade, o clube celeste foi derrotado por 1 a 0 pelo Coimbra, em duelo pelo Estadual. 

Na última semana, o presidente da Federação Mineira de Futebol (FMF), Adriano Aro, se reuniu com representantes do governo de Minas Gerais para fazer uma proposta. A entidade deseja que o torneio seja reiniciado em 26 de julho.

A proposta da FMF é terminar o Campeonato Mineiro até o dia 16 de agosto. Para isso, a entidade quer fazer as rodadas finais do Estadual em uma única cidade-sede. Os jogos seriam sem público. Todos os envolvidos nas partidas - atletas, árbitros, responsáveis pela transmissão da TV e gandulas, entre outros - realizariam testes para verificar possíveis contaminações pelo coronavírus.  

A entrevista

Sérgio Santos Rodrigues concedeu entrevista exclusiva ao Superesportes e ao Estado de Minas. Na conversa, o mandatário celeste falou sobre finanças, contratações, patrocínios, entre outros temas relacionados ao início de sua gestão. As reportagens serão publicadas ao longo dos próximos dias. Veja o que já escrevemos:

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade