Publicidade

Estado de Minas FUTEBOL MINEIRO

Atlético busca zagueiro do Boca


postado em 10/06/2020 04:00

O paraguaio Junior Alonso, de 27 anos, tem direitos ligados ao francês Lille, que pede R$ 16,6 milhões(foto: DENIS CHARLET/AFP %u2013 17/1/18)
O paraguaio Junior Alonso, de 27 anos, tem direitos ligados ao francês Lille, que pede R$ 16,6 milhões (foto: DENIS CHARLET/AFP %u2013 17/1/18)
 
O zagueiro paraguaio Junior Alonso, de 27 anos, do Lille, da França, está próximo de fechar com o Atlético. O time europeu pede 3 milhões de euros (R$ 16,6 milhões) pelo atleta, atualmente titular do Boca Juniors. Caso haja acordo, o contrato será de quatro anos, conforme informação da TyC Sports, TV argentina. Haveria pequenas pendências financeiras para o acerto.

Alonso começou a carreira no Cerro Porteño, do Paraguai. Em 2017, se transferiu para o Lille, que detém seus direitos. Jogou por empréstimo no Celta de Vigo, da Espanha, e, posteriormente, no Boca Juniors, da Argentina.

Dos 10 jogos oficiais do Boca neste ano, ele participou de nove, inclusive os dois confrontos da Copa Libertadores: empate com o Caracas (1 a 1) e vitória sobre o Independiente Medellín (3 a 0). O clube argentino estava disposto a permanecer com o defensor, mas ele preferiu deixar Buenos Aires por problemas pessoais.

O Atlético está em busca de um zagueiro desde o empréstimo de Maidana ao Sport, em maio deste ano. A negociação com Junior Alonso, de 1,84m (baixa estatura para uma peça da posição) tem o aval do técnico Jorge Sampaoli. A zaga atleticana tem Réver, Igor Rabello e Gabriel.

A pedido do treinador, a equipe já contratou o volante Léo Sena, de 24, do Goiás, e o armador Alan Franco, de 21, do Independiente del Valle. Há negociações para trazer o atacante Marrony, de 21, do Vasco, por cerca de R$ 20 milhões.

TRANSIÇÃO 

Afastados pelo técnico Jorge Sampaoli em maio, o lateral-esquerdo Lucas Hernández e o volante Ramón Martínez vão treinar com o time de transição do Atlético. A reapresentação da equipe ocorrerá hoje, na Cidade do Galo.

Os atletas dessa espécie de grupo B alvinegro seguirão o mesmo protocolo do elenco principal, com treinos no mesmo período. A coordenação da equipe é do ex-zagueiro Leonardo Silva. “Nosso objetivo é fazer com que esses atletas treinem e amadureçam com a maior proximidade possível do trabalho que o Sampaoli implementa na equipe profissional, fazer com que esses atletas evoluam servindo jogadores para a equipe principal, para serem observados e avaliados”, disse.

Ele reforçou o caráter de maturação nesse trabalho. “Não que eles não sirvam caso não tenham uma boa avaliação no primeiro dia ou que já serão introduzidos no profissional já no primeiro dia. É uma rotatividade constante, dando oportunidade de avaliação para esses atletas que aqui chegarão, treinarão, de ficarem, retornar, fazendo essa transição e auxiliando a equipe profissional naquilo que for necessário de acordo com a demanda do treinador Sampaoli.”

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade