Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas CICLISMO

Estes 2 mil ciclistas mudaram a paisagem em Mariana; entenda por que

Moradores e visitantes se juntam nas comunidades para ver pelotões de competidores


postado em 15/09/2019 04:00 / atualizado em 15/09/2019 09:55

Os competidores do Iron Biker largaram do Centro Histórico de Mariana(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Os competidores do Iron Biker largaram do Centro Histórico de Mariana (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
 


Uma das principais provas de mountain bike da América Latina, o Iron Biker é uma aventura em duas rodas pelas artérias do coração da primeira capital mineira, Mariana. Os cerca de 2.000 ciclistas passaram ontem por estradas estreitas e curvas da zona rural, deixando para trás o rastro de pó, minério e olhos encantados de moradores e visitantes, que se juntam nas comunidades para ver os pelotões de competidores.


“Há três anos que venho para cá. A gente aluga esta casa para ficar bem na rota deles. A gente brinca, oferece uma cervejinha gelada e eles gostam das brincadeiras”, conta Maria Helena Magalhães, enquanto aguarda os ciclistas, no distrito de Bandeirantes, que faz parte das duas rotas, que começaram a ser disputadas ontem: uma completa, com 92 quilômetros, e outro reduzida, com 57. As provas continuam hoje, com largada a partir das 8h30, na praça principal de Mariana.


Maria Helena não é, claro, a única empolgada com o Iron Biker, que ocorre pela sexta vez na cidade. A rede hoteleira está lotada e é impossível andar 10 metros sem topar com uma bicicleta empoeirada – a seca e a poeira são os adversários desta edição, depois da chuva do ano passado. Os restaurantes estão cheios e estandes foram montados ao lado da linha de largada, com marcas de bicicleta. “O Iron Biker movimenta o comércio, os hotéis e o que é mais importante: mostra que Mariana está mais viva que nunca”, afirma o prefeito Duarte Júnior, fazendo referência ao forte baque que a cidade sofreu há quatro anos, com o rompimento da Barragem do Fundão, da Samarco, que varreu Bento Rodrigues e deixou 19 mortos.

 

Por causa do tempo seco, a poeira atrapalhou muito os ciclistas nas trilhas(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Por causa do tempo seco, a poeira atrapalhou muito os ciclistas nas trilhas (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)

 

A equipe do Estado de Minas acompanhou o percurso, ontem, no primeiro de dois dias de competição, a bordo de um dos carros da organização. Encarar uma prova de 92 quilômetros não é desafio fácil: logo no início, os primeiros abandonos por pneus estourados (o terreno pedregoso é uma dificuldade extra para as magrelas). Nas descidas, uma sucessão de tombos e joelhos ralados, como no íngreme percurso em frente à Fazenda dos Rolla.


Mas, apesar dos contratempos, a paisagem compensa: dos pontos mais altos é possível ver os mares de morros, a vegetação e cenários tipicamente mineiros, como a Igreja São Sebastião e a estação ferroviária desativada de Ribeirão do Carmo, em Bandeirantes, a 10 quilômetros do Centro de Mariana. O apoio também motiva. “A vibração da galera faz o percurso fluir mais. Ano passado teve a chuva, este ano fluiu mais porque não tinha lama. A prova foi perfeita”, comemora Cássia Garcia de Oliveira, de Cocalzinho de Goiás, a mulher mais rápida do percurso reduzido.


O suíço erradicado em BH há sete anos Luckas Kaufmann foi o primeiro a cruzar a linha de chegada(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
O suíço erradicado em BH há sete anos Luckas Kaufmann foi o primeiro a cruzar a linha de chegada (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)

 

Suíço leva a melhor

Na elite masculina, quem saiu na frente na corrida pelo título foi o suíço Lukas Kaufmann, há sete anos radicado em Belo Horizonte. “O percurso foi muito rápido, as subidas não eram longas, mas muito intensas. Até a metade da prova, estávamos seis atletas juntos. Mas eu estava muito focado e trabalhei muito para tentar fazer  a diferença.”


Kaufmann venceu os primeiros 92 quilômetros, seguido por Alisson Ferreira, atual campeão do Iron Biker. Hoje, eles devem travar novo duelo pelo troféu.

 

 

Resultados do primeiro di

Elite Masculina

1 - Luckas Kaufmann (MG)
    2h59min


2 - Halysson Ferreira (MG)
    3h01 min


3 - Nicolas Machado  (MG)
    3h08min


4 - Marco Antônio Oliveira (DF)
    3h08min


5 - Daniel Ribeiro (MG)
    3h09min

 

Elite Feminina

1 - Letícia Cândido (MG)
    3h42min


2 - Paula Gallan (BA)
    3h45min


3 - Ana Luisa Penini (SC)
    4h01min


4 - Sheila Gomes (PR)
    4h13min


5 - Maria Tavares (BA)
    4h16min


Publicidade