Publicidade

Estado de Minas SÉRIE B

América mira saída do Z-4

Coelho pode deixar a zona de rebaixamento no sábado, quando enfrenta o Cuiabá. Para isso, precisa ganhar e torcer por tropeços dos times que estão à sua frente


postado em 14/08/2019 04:00 / atualizado em 13/08/2019 21:49

Volante Juninho afirma que vitória sobre o Londrina deixou lições para o time do América(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
Volante Juninho afirma que vitória sobre o Londrina deixou lições para o time do América (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)


Dar um salto, não só deixando a zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro, como subindo três posições, é o objetivo do América no sábado, às 19h, no Independência, contra o Cuiabá. Para isso, além de ganhar seu jogo, terá de torcer contra três adversários: Criciúma (15º colocado, com 16 pontos), Vila Nova-GO (16º, 15) e Vitória (17º, 14). O Coelho, que soma 14, e ocupa a 18ª posição.

A vitória sobre o Londrina por 4 a 3, há 10 dias, serviu para aliviar um pouco a tensão dentro do clube, como deu a entender o volante Juninho. “Foi dentro da nossa casa, no Independência. Sempre vencemos aqui e, de repente, não estávamos ganhando mais. Mas quebramos esse estigma e, assim, adquirimos mais confiança.”

O triunfo da forma como foi, segundo Juninho, ainda permitiu que o grupo tirasse ensinamentos: “Vivemos várias situações numa só partida e o time mostrou, acima de tudo, poder de reação. Sofremos 1 a 0 e demoramos a empatar. Logo em seguida, levamos o segundo gol. Empatamos de novo e viramos, mas sofremos o empate um minuto depois, na saída de bola. Aí, nos concentramos e vencemos, graças a um gol do Zé Ricardo. Ficou muito claro que bobemaos várias vezes, não podemos falhar tanto. Esse foi o maior ensinnamento. O jogo foi importante para a detecção dos erros”.

A folga na tabela, de quase duas semanas sem jogar, está sendo muito importante para o volante: “Pudemos repensar, renovar, descansar, o que não havia acontecido. É importante analisar que vencemos o Londrina, que voltamos a ganhar em casa, mas que não pode haver euforia, pois não ganhamos nada ainda. Continuamos na zona de rebaixamento. Temos de subir. Este momento não permite falhas”.

INGRESSOS


A diretoria do América manteve os ingressos ao preço promocional de R$ 10 para a partida de sábado. Mulheres e crianças entram não pagam.


Publicidade