Publicidade

Estado de Minas

Tite é o único brasileiro

Com Lionel Messi e Cristiano Ronaldo na lista masculina, e Megan Rapinoe na feminina, Fifa divulga os candidatos a melhor do mundo da última temporada sem atletas do Brasil


postado em 01/08/2019 04:06

Mohamed Salah (EGI) Liverpool, Matthijs de Ligt (HOL) Ajax, Virgil van Dijk (HOL) Liverpool, Frenkie de Jong (HOL) Ajax, Lionel Messi (ARG) Barcelona, Cristiano Ronaldo (POR) Juventus, Harry Kane (ING) Tottenham, Kylian Mbappé (FRA) PSG, Sadio Mané (SEN) Liverpool, Eden Hazard (BEL) Chelsea(foto: Arte sobre fotos Fifa/Divulgação)
Mohamed Salah (EGI) Liverpool, Matthijs de Ligt (HOL) Ajax, Virgil van Dijk (HOL) Liverpool, Frenkie de Jong (HOL) Ajax, Lionel Messi (ARG) Barcelona, Cristiano Ronaldo (POR) Juventus, Harry Kane (ING) Tottenham, Kylian Mbappé (FRA) PSG, Sadio Mané (SEN) Liverpool, Eden Hazard (BEL) Chelsea (foto: Arte sobre fotos Fifa/Divulgação)


Zurique - O Brasil não tem nenhum jogador entre os finalistas do prêmio The Best, da Fifa, que elege os melhores atletas do futebol masculino e feminino. Mesmo com a conquista da Copa América pela Seleção, nenhum nome do país foi lembrado, assim como no futebol feminino. Tite está entre os 10 melhores técnicos e será o único representante brasileiro na premiação.

Como já se tornou tradição nas temporadas recentes, a lista do futebol masculino conta com o argentino Lionel Messi e o português Cristiano Ronaldo. Mas não tem o croata Luka Modric, que no ano passado foi eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa.

Na última temporada europeia, Cristiano Ronaldo venceu o Campeonato Italiano pela Juventus e a Liga das Nações pela Seleção Portuguesa, o que o levou a ser indicado mais uma vez, assim como Messi, que venceu o Campeonato Espanhol pelo Barcelona, embora tenha parado nas semifinais da Copa América com a Argentina.

Chama a atenção a presença de três jogadores da Holanda. São eles: Frenkie de Jong, Matthijs de Ligt, ambos campeões holandeses pelo Ajax, e Virgil van Dijk, que faturou a Liga dos Campeões com o Liverpool.

A lista também conta com o inglês Harry Kane; o belga Eden Hazard, destaque do Chelsea na campanha do título da última Liga Europa; o francês Kylian Mbappé, campeão nacional pelo Paris Saint-Germain; e o senegalês Sadio Mané e o egípcio Mohamed Salah, ambos vencedores da Liga dos Campeões com o Liverpool.

MARTA FORA Embora Marta seja a detentora do prêmio de melhor do mundo, honraria que ganhou seis vezes, e tenha se tornado a maior artilheira da história das Copas em qualquer gênero, com 17 gols, não foi indicada entre as 12 candidatas no futebol feminino.

Essa relação, aliás, é dominada pela seleção dos Estados Unidos, que faturou recentemente o título mundial, com quatro nomes. A lista é liderada Megan Rapinoe, eleita a melhor jogadora da Copa, realizada na França. Julie Ertz, Rose Lavelle e Alex Morgan são as outras norte-americanas presentes na relação.

Finalista do Mundial pela Holanda, Vivianne Miedema também foi indicada. A Seleção Francesa teve dois nomes apontados: Wendie Renard e Amandine Henry, autora do gol que eliminou a Seleção Brasileira nas oitavas de final da Copa. As inglesas Ellen White e Lucy Bronze, as norueguesas Caroline Graham Hansen e Ada Hegerberg, e a australiana Sam Kerr completam a lista.

A definição dos atletas indicados ao prêmio da Fifa se deu pelo desempenho esportivo entre 25 de maio de 2018 e 7 de julho deste ano no futebol feminino, e de 16 de julho de 2018 a 19 de julho no futebol masculino.

Técnico Tite está entre os 10 indicados ao prêmio de melhor técnico de futebol masculino da temporada. Comandante da Seleção Brasileira, o treinador conduziu recentemente a equipe nacional ao título da Copa América, feito destacado pela entidade ao revelar a presença do gaúcho na seleta lista.

Tite não é o único técnico de seleções indicado pela Fifa para a sua premiação. A lista também conta com Djamel Belmadi, campeão da Copa Africana de Nações pela Argélia; Didier Deschamps, o comandante da França; Ricardo Gareca, finalista da Copa América com a Seleção Peruana; e Fernando Santos, que faturou a Liga das Nações com Portugal.

Os outros cinco treinadores concorrentes estão à frente de clubes. São eles: Marcello Gallardo, campeão da Copa Libertadores de 2018 pelo River Plate; Pep Guardiola, que faturou o Campeonato Inglês, a Copa da Inglaterra e a Copa da Liga pelo Manchester City; Jürgen Klopp, que faturou a Liga dos Campeões da Europa pelo Liverpool; Mauricio Pochettino, vice da Liga dos Campeões com o Tottenham; e Erik Ten Hag, campeão holandês e semifinalista da Liga dos Campeões com o Ajax.

Os nomes de cada categoria agora serão colocados em votação, sendo que a participação popular tem peso semelhante ao de especialistas da comunidade do futebol – jornalistas e capitães e treinadores das seleções nacionais. Os três finalistas de cada prêmio serão anunciados posteriormente e a entrega das honrarias do Fifa The Best está agendada para 23 de setembro, em Milão.


*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade