Publicidade

Estado de Minas

Palmeiras goleia e avança


postado em 31/07/2019 04:09


O Palmeiras driblou a pressão pela sequência de cinco partidas sem vitória e a cobrança intensa da torcida para buscar a classificação às quartas de final da Copa Libertadores. Ontem à noite, no Allianz Parque, o time comandado por Luiz Felipe Scolari derrotou o argentino Godoy Cruz por 4 a 0 (todos os gols saíram no segundo tempo) e agora aguarda o classificado de Grêmio x Libertad – o tricolor gaúcho venceu em casa por 2 a 0, na ida, e na quinta-feira jogará em Assunção.

O primeiro gol, de Raphael Veiga, saiu em pênalti assinalado com a ajuda do árbitro de vídeo (VAR), aos 11min da etapa final. Borja ampliou aos 28 e abriu a porteira: Gustavo Scarpa fez o terceiro aos 38 e Dudu selou o placar aos 48.

Três equipes brasileiras decidem hoje o futuro na Libertadores, sendo que Flamengo e Athletico estão em desvantagem, enquanto o Internacional só precisa do empate para avançar. 

Otimismo No Maracanã, às 21h30, o Flamengo, com um time bastante desfalcado, recebe o Emelec-EQU. Como perdeu a partida de ida, em Guayaquil, por 2 a 0, na semana passada, precisa de três gols de diferença para se classificar. Se fizer 2 a 0, a vaga será definida nos pênaltis.

Os jogadores se mostram otimistas, ainda que a situação não seja fácil. “Já vivi muitas situações como essa e contra equipes como Porto, Juventus... Graças a Deus o resultado sempre foi positivo”, diz o lateral-direito Rafinha, com a experiência de 14 anos na Europa.

Apesar de ter chegado ao clube recentemente, ele diz que o rubro-negro carioca tem muita força para fazer o placar necessário: “Desde que cheguei, em todos os jogos a equipe cria no mínimo três, quatro oportunidades de gol. Tenho certeza de que a bola vai entrar, o pensamento tem que ser esse”.

No mesmo horário, outro rubro-negro, o paranaense, visita o Boca Juniors, na Bombonera, tentando, no mínimo, devolver o 1 a 0 sofrido na Arena da Baixada para levar a decisão da vaga para a disputa de pênaltis. Vitória por qualquer outro placar garante o time brasileiro, que terá força máxima.

Mais cedo, às 19h15, o Internacional precisa apenas do empate diante do Nacional-URU, no Beira-Rio. Na ida, no Parque Central, em Montevidéu, venceu por 1 a 0. Mesmo assim, o técnico Odair Hellmann colocou os atletas colorados para treinar pênaltis ontem.

Também às 19h15, Cerro Porteño-PAR e San Lorenzo-ARG se enfrentam no estádio La Olla Azulgraná, em Assunção. No primeiro duelo, em Buenos Aires, houve empate sem gols.


Publicidade