Publicidade

Estado de Minas

Mais uma chance para o veterano


postado em 30/07/2019 04:12

Mesmo sem marcar gols há 13 jogos, Ricardo Oliveira comandará o ataque amanhã contra o Botafogo(foto: JUAREZ RODRIGUES/EM/D.A PRESS)
Mesmo sem marcar gols há 13 jogos, Ricardo Oliveira comandará o ataque amanhã contra o Botafogo (foto: JUAREZ RODRIGUES/EM/D.A PRESS)


São 13 gols na temporada, 13 jogos sem balançar as redes e um turbilhão de críticas da torcida. Ainda que os números nas últimas partidas tenham conspirado contra, o experiente Ricardo Oliveira, de 39 anos, terá mais um desafio pela frente: ele segue prestigiado pela comissão técnica do Atlético e começará o duelo de amanhã com o Botafogo, às 21h30, no Independência, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Desta forma, ele se torna um trunfo para que a equipe fique mais cascuda e consolide a classificação à próxima fase, depois de vencer por 1 a 0, no Rio.

No Engenhão, o camisa 9 foi muito criticado pela torcida ao perder duas chances claras que poderiam ter selado a vaga no jogo de ida. Em seguida, ele reconheceu viver o “pior momento da carreira” e chamou a responsabilidade para si na tentativa de pôr fim à ma fase. Ontem, o atacante ao menos foi o destaque do jogo-treino contra o Coimbra, na Cidade do Galo, marcando dois gols na difícil vitória por 3 a 2 – David Terans fez o terceiro.

O técnico Rodrigo Santana optará justamente pela experiência contra o Fogão em detrimento da juventude de Alerrandro, de 19 anos, escolhido para começar no empate sem gols com o Goiás, pelo Campeonato Brasileiro. Havia ainda a opção de Papagaio, mais um jovem do grupo, que veio por empréstimo do Palmeiras. “O Ricardo Oliveira é um jogador experiente, em uma competição de mata-mata, em que a margem de erro é muito menor. Acredito que ele é muito mais experiente pra esse tipo de decisão”, afirma o treinador.

Ricardo Oliveira marcou pela última vez na vitória sobre o Avaí por 2 a 1, em 27 de maio, pelo Brasileiro. Depois disso, Alerrandro ganhou destaque com gols em sequência e levou a melhor na concorrência com o veterano, deixando-o no banco de reservas. Nesse período, a torcida não poupou críticas ao jogador revelado na Portuguesa. Ao mesmo tempo, se irritou também com a irregularidade de Alerrandro.

SEM O EQUATORIANO Se Ricardo está confirmado para amanhã, o mesmo não se pode dizer do equatoriano Cazares. Afastado desde a semana passada por causa de conjuntivite, ele fez trabalhos leves na academia e não foi a campo. A tendência é de que fique no banco diante dos cariocas. Poupado contra o Goiás e destaque dos últimos jogos, o volante Jair participou do jogo-treino com o Coimbra e deve ser titular no Horto.

CALDEIRÃO LOTADO
21.098
torcedores já garantidos para o duelo com o Botafogo. Só há bilhetes para o portão 1 (camarotes) e 2 (Especial Ismênia, a R$ 60). As vendas prosseguem hoje nas lojas do Galo, na Vila Olímpica e na Bilheteria Ismênia do Independência


Publicidade