Publicidade

Estado de Minas

Liderança em risco


postado em 28/07/2019 04:21

No Allianz Parque, o Verdão chegou a sua quarta partida seguida sem vencer, enquanto o cruzmaltino reage no Nacional(foto: ALOÍSIO MAURÍCIO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO)
No Allianz Parque, o Verdão chegou a sua quarta partida seguida sem vencer, enquanto o cruzmaltino reage no Nacional (foto: ALOÍSIO MAURÍCIO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO)


Palmeiras e Vasco empataram por 1 a 1 no Allianz Parque, pela 12ª rodada do Brasileiro, e a equipe paulista pode perder a liderança da competição hoje, após oito rodadas. O time de Luiz Felipe Scolari atuou com reservas. Os dois gols saíram no primeiro tempo. Marrony abriu o placar para os cariocas. Gustavo Scarpa empatou o confronto de pênalti, após interferência do árbitro de vídeo.

O empate leva os paulistas a 27 pontos, um à frente do Santos. Foi o quarto jogo palmeirense consecutivo sem triunfar, incluindo Copa do Brasil e Libertadores. Antes do confronto, o presidente Jair Bolsonaro entrou no gramado. Foi mais vaiado que aplaudido.

Nos outros duelos de ontem, o São Paulo venceu o Fluminense por 2 a 1, no Maracanã, o que acabou evitando a queda do Cruzeiro para a zona de rebaixamento.  Reinaldo foi o herói ao marcar os dois gols, um deles de pênalti após intervenção do VAR, nos descontos. Yony González descontou. No Beira-Rio, com formação alternativa, o Inter voltou a vencer: 1 a 0 sobre o Ceará, gol de Sarrafiore.

Embalado por cinco vitórias seguidas no Brasileiro – três fora de casa –, o Santos pode assumir a liderança se bater o lanterna, Avaí, às 16h, na Vila Belmiro. Os catarinenses ainda não venceram em 11 rodadas. Ganhando, o time tomaria o primeiro lugar exatamente de um de seus maiores rivais, o Palmeiras.

No Rio, Flamengo e Botafogo fazem, às 16h, no Maracanã, um clássico sob a desconfiança de suas torcidas. Enquanto o rubro-negro caiu na Copa do Brasil e tem missão difícil pela Libertadores (na ida, derrota de 2 a 0 para o Emelec, em Guayaquil), o alvinegro não sabe o que é vencer há três jogos no Nacional, além de vir de derrota na partida de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana para o Atlético (1 a 0).

Já o Corinthians vai se encontrar com o Rogério Ceni pela primeira vez desde que o treinador deixou o São Paulo, em 2017. O encontro será às 19h, no Castelão. Fábio Carille não definiu se poupará alguns titulares, já que tem oito jogadores pendurados com dois cartões amarelos e na próxima rodada terá o clássico com o Palmeiras.

No Bahia, eliminado nas quartas de final da Copa do Brasil e em queda no Brasileiro, o confronto com a Chapecoense, às 11h, na Arena Condá, é visto como chance de reabilitação. Já a Chape terá a estreia do técnico Emerson Cris, que substitui o demitido Ney Franco.


*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade