Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Desastre no Horto


postado em 14/07/2019 04:07

Goleado pelo time catarinense, o América é o vice-lanterna da Série B(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Goleado pelo time catarinense, o América é o vice-lanterna da Série B (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)

 

Era para ser um sábado de festa, com a estreia do armador Michel Bastos, e uma boa exibição da equipe na retomada a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro depois da parada para a Copa América. Porém, com a goleada por 4 a 0 para o Figueirense, em pleno Estádio Independência, o América decepcionou a torcida que compareceu em número razoável (3.060 pessoas) e caiu para a vice-lanterna da competição.


Foi um verdadeiro balde de água fria em quem esperava que os 31 dias sem compromissos tivessem servido para que o técnico Maurício Barbieri colocasse o Coelho nos trilhos. Não foi o que se viu. Os visitantes abriram o marcador logo aos 7min, com Rafael Marques, que aproveitou cruzamento da esquerda – depois de falha de Willian Maranhão – com cabeçada fraca, contando com a colaboração do goleiro Jori, que voltou a ser titular, no lugar de Thiago. Os americanos reclamaram bastante da não marcação de uma falta no lateral-esquerdo João Paulo.


A partir de então, o que se viu no primeiro tempo foi um ataque – mineiro – contra defesa – catarinense. Mas foram poucos os lances de perigo criados por quem deteve 70% da posse de bola: o goleiro Dênis fez uma única defesa.
Na volta do intervalo, Barbieri colocou o armador Geovane no lugar do volante Juninho, sem sucesso. Pouco depois promoveu a entrada do atacante Neto Berola, que até foi mais agudo que os companheiros.


Mas quem voltou a marcar foram os visitantes, que finalmente conseguiram encaixar contra-ataque aos 29min. Willian Popp tocou para Matheus Destro acertar o travessão e a bola sobrou para Fellipe Mateus, que só escorou para a rede. Já aos 34min, Willian Popp acertou belo chute da entrada da área e fez o terceiro. Ainda deu tempo para o quarto, marcado por Robertinho, em novo contra-ataque, fazendo crescer as vaias da torcida americana para a própria equipe.


Maurício Barbieri reclamou bastante do lance do primeiro gol da partida. Mas reconheceu os erros dos comandados. “Evidentemente que o primeiro gol não pode explicar e nem justificar o resultado. São coisas que não podem acontecer e que vamos ajustar para o próximo jogo”, afirmou o treinador, referindo-se ao jogo contra o Vila Nova, sábado, em Goiânia, pela 10ª rodada da Série B.

 

 

América 0 x 4 Figueirense

 

América

Jori; Diego Ferreira, Paulão, Ricardo Silva e João Paulo; Willian Maranhão, Juninho (Geovane, intervalo), Rafael Bilu, Michel Bastos (Matheusinho 32 do 2º) e Felipe Azevedo; Jonatas Beluso (Neto Berola 13 do 2º)

Técnico: Maurício Barbieri

 

Figueirense

Dênis; Victor Guilherme, Alemão, Ruan Renato e Matheus Destro; Zé Antônio, Betinho, Tony, Fellipe Mateus (Robertinho 47 do 2º) e Willian Popp (Juninho 43 do 2º); Rafael Marques (Matheus Lucas
15 do 2º)

Técnico: Hemerson Maria

 

9ª rodada da Série B do Brasileiro

 

Estádio: Independência
gols: Rafael Marques 7 do 1º; Felipe Mateus 29, Willian Pop 34 e Robertinho 48 do 2º
Árbitro: Lucas Paulo Torenzin (PR)
Assistentes: Luciano Roggenbaum e Rafael Trombeta (PR)
cartões amarelos: Victor Guilherme e Zé Antônio
pagantes: 3.060
renda: R$ 15.832


Publicidade