Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Manobras radicais

BH recebe um dos qualificatórios para a Olimpíada de Tóquio. Novidade é disputa feminina, com quatro integrantes da Seleção


postado em 05/07/2019 04:08

Virgínia Fortes Águas, 13ª no ranking mundial, será uma das competidoras no Parque das Mangabeiras(foto: PBH/DIVULGAÇÃO)
Virgínia Fortes Águas, 13ª no ranking mundial, será uma das competidoras no Parque das Mangabeiras (foto: PBH/DIVULGAÇÃO)


Uma semana depois de receber o 3º Skate Invasion, Belo Horizonte vai se manter sua vocação de cidade voltada para esse esporte. A pista do Parque das Mangabeiras sediará amanhã e domingo o Oi STU Qualifying Series, competição que conta pontos para definir classificação para os Jogos Olímpicos Tóquio’2020. Entre as atrações estão cinco atletas que integram a Seleção Brasileira, quatro no feminino, Rayssa Leal, terceira do ranking mundial; Virgínia Fortes Águas, 13ª do mundo: Isabelly Ávila, 16ª, e Karen Feitosa, 29ª, ambas nessa mesma lista. E, no masculino, Lucas Xaparral, 84º mundial.

O evento já terá seu aquecimento hoje, quando acontecem os treinos livres, a partir das 9h. Os primeiros a treinar serão os homens, indo até as 16h. A partir daí, até as 18h, a vez das mulheres. A entrada é gratuita, incluindo o acompanhamento dos treinamentos.

O skate é uma das novidades dos Jogos Olímpicos, junto com o surfe, escalada e caratê. Por esse motivo, existe uma grande expectativa pelas competições que crescem no país. Belo Horizonte, por exemplo, sedia um disputa dessa modalidade pelo segundo final de semana consecutivo. Na semana anterior, na pista do Parque Lagoa do Nado, o 3º Skate Invasion, que serviu de preparação para os atletas mineiros.

O evento do Parque das Mangabeiras abre o Oi STU Qualifying Series, que será disputado em quatro etapas. Depois de BH acontecerão eventos em Brasília, Lauro de Freitas (BA), Sapiranga (RS) e São Paulo. O circuito nacional, que passou a contar pontos para a Seletiva Olímpica teve apenas uma etapa, em janeiro último, em Florianópolis.

Um dos favoritos ao título, Danilo do Rosário, espera uma briga acirrada. “Eu estou muito ansioso para essa competição. BH é uma cidade onde tenho muitos amigos, e vai ser muito legal encontrar a galera e andar muito de skate. Espero dar o meu máximo e, se tudo der certo, sair com um bom resultado. O nível vai ser alto, são muitos skatistas de qualidade, mas vou com o skate no pé para fazer o meu melhor.”

Esta será a primeira vez que a cidade sediará uma disputa profissional da categoria feminina, o que causa ansiedade entre as competidoras. “Vai ser um campeonato de alto nível e muita disputa. Espero me divertir muito porque o skate também é diversão, é dividir a pista com as outras meninas e ser feliz. Quero me desempenhar bem para sair com um sorriso no rosto, de campeã”, disse Karen Feitosa.

EXIGÊNCIA Os visitantes que foram ao Parque das Mangabeiras devem apresentar comprovante de imunização contra a febre amarela, com vacina aplicada no mínimo 10 dias antes da visita. Quem não apresentar a carteira de vacinação deve portar documento de identidade e preencher na portaria uma declaração de que já foi vacinado.


Modalidades do esporte

Street
A precursora. O praticante usa a criatividade para fazer da arquitetura urbana fonte ilimitada de manobras. Nas competições, a pista simula o que se encontra na rua. Reúne o maior número de adeptos no país, com cerca de 95% dos skatistas

Downhill
Foca nas descidas em ladeiras. Há subdivisões, como slide, speed. Usa o formato longboard

Vertical bowl
A palavra inglesa significa bacia. Nasceu durante forte seca na Califórnia, na década de 70, quando piscinas foram esvaziadas. A área passou a ser utilizada para manobras

Half pipe
É a prática em rampas com formato de U

Big air – Megarrampa
A modalidade consiste em mergulhar numa rampa de 30m, ‘voar’ sobre ela e fazer manobras em alta velocidade, às vezes superior a 70km/h

Freestyle
O skatista tem de dançar sobre o skate parado. É uma das mais antigas modalidades

Skateparks
Parecida com o Street, é uma derivação dessa modalidade. Levou à construção de pistas que simulavam os obstáculos encontrados na rua


Olímpicas
Street e Skateparks
80 vagas
40 por gênero (masculino e feminino)
40 no Street e 40 no Park

Vagas
1 para o país anfitrião (Japão)
3 para os medalhistas do Campeonato Mundial
16 via ranking olímpico, sendo obrigatório pelo menos um atleta por continente, e respeitando o limite de três atletas por país em cada categoria

Ranking olímpico (Pontuação)
Campeão Vice
 Mundial 80.000 64.000 51.200
 Eventos Pro Tour 60.000 36.000 24.000
 Eventos 5 Estrelas 40.000 24.000 14.400
 Campeonatos Continentais 8.000 6.400 4.800
 Campeonatos Nacionais 3.330 2.000 1.200


Publicidade