Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Brumadinho pronta para o Iron Runner


postado em 04/07/2019 04:05

"Não é simplesmente correr. Tem lugares em que é preciso dosar. Vencerá quem tiver a melhor estratégia" Pedro Esteves, campeão da prova de 14km em 2018 (foto: Arquivo pessoal)


Muito além da tragédia. Assim promete ser o sábado em Brumadinho, quando a cidade estará com as atenções voltadas para a disputa do Iron Runner Brasil, dentro da reserva do Museu Inhotim, uma das provas de corrida pedestre fora de estrada mais importantes do país – são 950 corredores inscritos. A cidade ainda tenta se recuperar da tragédia de 25 de janeiro, quando ocorreu o rompimento da barragem de rejeitos da Mina do Córrego do Feijão, da Vale, causando a morte de 246 pessoas, além de 24 ainda desaparecidas.

A prova é disputada em três categorias, que correspondem a distâncias diferentes. A de sete quilômetros, com largada às 8h45, a de 14 quilômetros, às 9h – ambas são disputadas totalmente dentro do parque – e a de 21 quilômetros, às 9h15, que ultrapassará os limites do Inhotim. Esta será a quarta edição, sempre marcada por muita competitividade e vibração por parte dos participantes.

A disputa deste ano tem ainda um motivo especial, devido aos últimos acontecimentos. Para moradores e a comunidade de Brumadinho, de modo geral, é a oportunidade de mostrar que a cidade continua viva e tem muita coisa boa pra se ver. A prova é também uma forma de fomentar o turismo local.

EM BUSCA DO BI Um corredor mineiro, Pedro Esteves, de 29 anos, foi o campeão da prova de 14 quilômetros de 2018. Sonha agora com o bicampeonato. “A prova deste ano é muito importante, principalmente em função da tragédia que se abateu sobre Brumadinho. A prova tem de ser desvinculada disso, sem que o fato seja esquecido. Quero muito vencer novamente. Ser bicampeão será muito importante pra mim.”

E para vencer, Pedro conta que é preciso muita estratégia. “Não é uma prova técnica, mas sim de estratégia. Os primeiros 2,5 quilômetros são muito fortes. Daí pra frente acontecem variações de inclinações do terreno. Então, é preciso ter um planejamento para todo o percurso. Não é simplesmente correr. Tem lugares em que é preciso dosar. Vencerá quem tiver a melhor estratégia.”

Um astro do futebol será uma atração à parte na prova deste sábado. O ex-atacante Rafael Moura, que defendeu Atlético, Internacional, Fluminense, Vitória, Paysandu, Corinthians e América, vai disputar a prova dos sete quilômetros.



Publicidade