Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Brasil encara a França em Brasília


postado em 28/06/2019 04:07

O líder Brasil treinou ontem no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília, onde encara a França hoje, às 20h(foto: CBV/Divulgação)
O líder Brasil treinou ontem no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília, onde encara a França hoje, às 20h (foto: CBV/Divulgação)
 
 
Com o objetivo de terminar a fase de classificação da Liga das Nações no primeiro lugar geral, o Brasil estreia hoje, às 20h, contra a França, no Grupo 18, no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília. Antes, às 17h, a Itália enfrenta o Canadá. O Brasil lidera o torneio com 30 pontos, tendo vencido 11 dos 12 jogos disputados. A única derrota ocorreu na terceira etapa, em Portugal, diante da Sérvia (3 a 2).

A disputa em Brasília significa a chave mais difícil que o Brasil terá no torneio. A França, por exemplo, é a terceira colocada da competição, com 28 pontos, enquanto a Itália é a quinta, com 25. Ambas brigam pela liderança, junto com o Irã, segundo colocado, com 30 pontos, e Rússia, quarto, com 26. O Canadá é apenas o oitavo, e as chances de chegar à fase final são remotas. Precisaria vencer todos os seus jogos e torcer por derrotas de pelo menos dois dos cinco primeiros.

O técnico Renan está entusiasmado com as atuações da Seleção, além de jogar pela segunda semana seguida diante da torcida brasileira. “Estamos em um momento bastante importante da competição. Espero que Brasília traga bons fluidos para nossa equipe, pois brigamos pela liderança.”

O treinador lembra que a competição serve de preparação para o Pré-Olímpico, que será de 9 a 11 de agosto, na Bulgária, quando o Brasil terá como adversários os donos da casa, Egito e Porto Rico. De acordo com o regulamento, o primeiro colocado da chave estará classificado para os Jogos de Tóquio’2020. “O nível do vôlei mundial é de um equilíbrio imenso na atualidade, e temos seis ou sete seleções com condições de vencer uma competição internacional. Então uma dose extra de sorte pode ser importante”, afirmou Renan.

A Seleção Brasileira conta, na etapa de Brasília, com os levantadores Bruninho e Fernando Cachopa; os opostos Alan e Rafael Araújo; os centrais Lucão, Maurício Souza, Isac e Flávio; os ponteiros Lucarelli, Leal, Douglas e Maurício Borges; e os líberos Thales e Maique. A fase final da Liga das Nações será de 10 a 15 de julho, em Chicago, nos EUA.

FIQUE LIGADO
LIGA DAS NAÇÕES
BRASIL X FRANÇA
SporTV2, 20h


Publicidade