Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Na mira do MP, Raposa blinda seus jogadores

Promotoria abre investigação criminal contra dirigentes celestes, alvos de denúncias de lavagem de dinheiro. Com duelos decisivos em julho, ordem é preservar os atletas


postado em 27/06/2019 04:05

Para o lateral-esquerdo Egídio, não faltará entrega do grupo, que busca reação:
Para o lateral-esquerdo Egídio, não faltará entrega do grupo, que busca reação: "Estamos focados nas decisões que temos pela frente" (foto: VINNICIUS SILVA/CRUZEIRO)


Enquanto a diretoria ganha mais uma preocupação com o anúncio do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) de que investigará o clube, jogadores e membros da comissão técnica do Cruzeiro tentam se blindar. A ordem na equipe é que se concentrem apenas na intertemporada, se preparando para a retomada das competições, em julho, quando haverá confrontos decisivos pelas quartas de final da Copa do Brasil e pelas oitavas de final da Copa Libertadores. No Campeonato Brasileiro o desafio será o de buscar a recuperação, já que o time é o 18º colocado, na zona de rebaixamento.

“O MPMG instaurou procedimento investigatório criminal para apurar possíveis irregularidades praticadas por dirigentes do Cruzeiro Esporte Clube. As investigações estão em fase inicial”, publicou, na tarde de ontem, o órgão em seu perfil oficial no Twitter.

A direção celeste já vem sendo investigada pela Polícia Civil. Denúncias veiculadas na Rede Globo revelam suspeita de crimes como lavagem de dinheiro, falsificação de documentos e falsidade ideológica. A diretoria negou irregularidades.

O escândalo, somado à divulgação de contratos irregulares ou prejudiciais ao clube, levou à renúncia de todo o Conselho Fiscal. E fez o presidente do Conselho Deliberativo, Zezé Perrella, instaurar sindicância para apurar responsabilidades.

O presidente Wagner Pires de Sá vem se preparando para dar esclarecimentos em reunião extraordinária do Conselho Deliberativo em 8 de julho. Perella, por sua vez, deseja que o encontro seja apenas em 5 de agosto, a fim de justamente não provocar mais tumulto durante disputas tão importantes: pela Copa do Brasil, o adversário será ninguém menos que o rival, Atlético, enquanto pela Libertadores a Raposa terá pela frente o River Plate.

Para os atletas, o melhor é deixar toda essa parte administrativa de lado e se concentrar apenas em fazer a melhor preparação possível rumo às decisões. Eles tiveram 10 dias de folga e voltaram aos trabalhos na segunda-feira, estando em regime de concentração na Toca da Raposa II. “Sempre foi falado por todos que nosso grupo é experiente. Além disso, é unido e sabe diferenciar, separar o extracampo. Estamos focados nas decisões que temos pela frente, sabemos que temos de estar em alto nível e é para isso que estamos nos preparando”, argumenta o lateral-esquerdo Egídio.

ATRASO Internamente, a diretoria tenta minimizar os efeitos do atraso de salários. Os de maio ainda não foram integralmente quitados. Foi feito o pagamento de boa parte, e os dirigentes esperam receber os cerca de R$ 8,5 milhões do Lokomotiv Moscou-RUS pela venda do zagueiro Murilo para quitar o restante – existe a expectativa de acertar tudo até amanhã ou na segunda-feira.

O problema é que já na sexta-feira da semana que vem vence o salário de junho. E a cúpula celeste se mobiliza para não voltar a atrasar os vencimentos, até pela possibilidade de o clube ser punido pela CBF, de acordo com o Estatuto do Torcedor.

“Vai haver muita entrega de todos aqui, podem ter certeza. Com o grupo que temos, não podemos aceitar os resultados ruins”, afirma Egídio, que ressalta a importância da boa preparação para que o time volte à boa fase, apesar das dificuldades. “Tenho certeza de que, treinando firme e forte, vamos conquistar bons resultados.”


ENQUANTO ISSO...
Grupo pede saída de Itair na Justiça
Para agravar a crise no Cruzeiro, grupo de 31 conselheiros, entre eles o ex-presidente Gilvan de Pinho Tavares, entrou na Justiça com ação ordinária de nulidade do ato de nomeação de Itair Machado ao cargo de vice-presidente, com pedido de afastamento imediato. A alegação é que a nomeação foi feita “de forma totalmente irregular, porquanto existem em desfavor do réu Itair condenações trabalhistas, previdenciárias e criminais, em evidente descumprimento do Estatuto do Clube e da Lei vigente (9.615/98 – Lei Pelé)”. O texto completa: “Se não bastasse isso, há ainda fortes indícios de gestão temerária/ fraudulenta junto ao Cruzeiro, sendo necessário seu imediato afastamento”, escreveram.


ESTRELADA...
Despedida
Sem acordo com o Real Madrid para permanecer, o volante Lucas Silva esteve ontem na Toca da Raposa II para se despedir de companheiros e funcionários e pegar seus pertences. “Boa sorte e obrigado por tudo”, disse o atacante Fred, em vídeo publicado no Instagram. “Estarei longe, mas continuarei cuidando de você”, respondeu o meio-campista.


Publicidade