Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Cavani resolve mais uma vez


postado em 25/06/2019 04:08

Atacante do PSG mostrou seu faro de artilheiro e fez o gol uruguaio aos 36min do segundo tempo(foto: Mauro Pimentel/AFP)
Atacante do PSG mostrou seu faro de artilheiro e fez o gol uruguaio aos 36min do segundo tempo (foto: Mauro Pimentel/AFP)


Pela primeira vez nesta Copa América, o Maracanã recebeu um público digno de seu tamanho. Quase 58 mil pessoas foram ao estádio (49.275 pagantes, proporcionando renda de R$ 11.749.970) para acompanhar Chile x Uruguai, um dos principais duelos da primeira fase da competição. Nas cadeiras, a maioria da torcida era composta por chilenos, que acabaram saindo frustrados com a derrota por 1 a 0.

Cavani balançou a rede e assegurou à Celeste Olímpica a vitória e a liderança do Grupo C. O gol do atacante do Paris Saint-Germain saiu instantes depois de um torcedor uruguaio invadir o campo, correr de um lado para outro driblando meio time e meia dúzia de seguranças e só ser parado por uma rasteira do chileno Jara. Os uruguaios não gostaram nada da intervenção do adversário – Suárez foi o mais revoltado, exigindo até uma atitude do árbitro brasileiro Raphael Claus contra Jara. O juiz, porém, apenas mandou a partida recomeçar.

Como primeiro da chave, o Uruguai vai enfrentar o Peru, na Fonte Nova, no sábado. Já o Chile, segundo colocado, terá pela frente a forte Colômbia, sexta-feira, no Itaquerão. Quem passar dos dois duelos se enfrenta nas semifinais.

FESTA Animados, os torcedores do Chile estavam desde sábado fazendo festa pelas ruas do Rio, e não foi diferente ontem, no Maracanã. O hino do país tocado no protocolo oficial antes do jogo foi encerrado com a torcida cantando à capela. E quando a bola rolou, os chilenos conseguiram a façanha de, em mais de uma oportunidade, abafar o grito dos uruguaios nas arquibancadas, cuja torcida é reconhecidamente das mais atuantes nos estádios.


Baixa na Seleção Peruana 
A Seleção Peruana perdeu um importante titular de seu ataque para o decorrer da Copa América: o atacante Jéfferson Farfán. O jogador do Lokomotiv Moscou foi cortado ontem por causa de lesão no joelho esquerdo. A Federação Peruana de Futebol não revelou quando Farfán, de 34 anos, se machucou, nem a gravidade da contusão, apenas informou que ele não vai se recuperar a tempo de voltar a campo pelo torneio. Pelo regulamento da competição, o técnico Ricardo Gareca não poderá convocar um substituto. Os peruanos enfrentam o Uruguai sábado, na Fonte Nova, pelas quartas. Quem passar, encara, na semifinal, o ganhador de Colombia x Chile, que jogam na sexta.


Publicidade