Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Recepção tímida aos paraguaios


postado em 18/06/2019 04:07


Depois de enfrentar uma hora e meia de trânsito do aeroporto de Confins até a Região Centro-Sul de Belo Horizonte, a delegação do Paraguai chegou, na noite de ontem, ao hotel que servirá de concentração para a delegação na capital mineira.

Jogadores conhecidos do público brasileiro, como o goleiro Gatito Fernandéz, do Botafogo; o zagueiro Gustavo Gómez, do Palmeiras; e o armador Derlis González, do Santos; fazem parte do grupo comandado pelo técnico Eduardo Berizzo e duelarão com a Argentina amanhã, pela Copa América.

Além de jornalistas, alguns curiosos aguardaram para ver a chegada da delegação guarani ao hotel. Entre eles, estavam dois paraguaios legítimos: Karen Betina, de 42 anos, e Yan Jesus, de 16, mãe e filho. Eles moram no Brasil há quatro anos e se emocionaram no momento em que viram os atletas.

PROVOCAÇÃO Uma botafoguense que passava em frente ao hotel entoou gritos de apoio ao goleiro Gatito Fernández. Outros brasileiros pediam, em tom de brincadeira, aos vizinhos sul-americanos para eliminar Lionel Messi e a Seleção Argentina da Copa América.

O primeiro treino do Paraguai em solo mineiro será nesta manhã, na Toca da Raposa II. Há a possibilidade de parte do grupo seguir para o Mineirão no fim da tarde para entrevistas coletivas e rápido reconhecimento do gramado.



Publicidade