Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Novos talentos pedem passagem

Com uma seleção experiente, liderada por Suárez, Cavani e Godín, o Uruguai chega a BH com jovens promessas que ganham força no time de Tabárez


postado em 14/06/2019 04:07

A Seleção Uruguaia treinou à noite no Sesc Venda Nova e hoje fará suas atividades na Cidade do Galo(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
A Seleção Uruguaia treinou à noite no Sesc Venda Nova e hoje fará suas atividades na Cidade do Galo (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)


Com uma base formada por jogadores vencedores e experientes como Godín, Suárez e Cavani, a Seleção Uruguaia terá na Copa América o desafio de dar rodagem para jovens atletas, pensando na renovação para a Copa do Mundo do Catar’2022. A delegação uruguaia desembarcou no início da tarde de ontem, em Belo Horizonte, e treinou à noite no Sesc Venda Nova para a partida contra o Equador domingo, às 19h, na rodada de abertura da Copa América.

O técnico Oscar Tabárez trouxe um time experiente, com 17 remanescentes da Copa do Mundo da Rússia, quando caíram nas quartas de final para a campeã França. Dos 23 escolhidos para o torneio continental, oito levantaram a taça no último título do Uruguai na Copa América, em 2011: os goleiros Muslera e Martín Silva, os zagueiros Cáceres e Godín, o volante Lodeiro e os atacantes Suárez, Cavani e Coates. Deles, apenas Silva e Coates não serão titulares na estreia contra os equatorianos.

Entre os nomes que pedem passagem no time de Tabárez, dois ganharam espaço no meio-campo e devem ser titulares na estreia: Nández, de 24 anos, que ganhou a vaga do ex-cruzeirense De Arrascaeta na Copa da Rússia, e Bentancur, de apenas 21 anos, que hoje defende a Juventus, atual campeã italiana.

“O melhor que vai estrear em competição é o Valverde, que está no Real Madrid. Os outros já jogaram o Mundial, como Bentancur, Nández e Torreira, que aparecem como nomes importantes na renovação no meio-campo. Creio que, entre eles, Valverde e Torreira não estarão no time da estreia”, afirma o jornalista uruguaio Diego Muñoz, da ESPN.

Caçula do grupo ao lado de Sarachi, com apenas 21 anos, Bentancur foi revelado pelo Boca Juniors, clube pelo qual conquistou dois títulos argentinos. Em 2017 foi comprado pela Juventus, atual octacampeã italiana. Nesta temporada, ele fez 31 jogos, boa parte deles vindo do banco, marcando dois gols e dando três assistências pela Série A. Já Nández vem sendo titular no meio-campo do Boca Juniors.

Para o jornalista Gustavo Clavijo, a renovação é um processo natural no time de Tabárez, já que jogadores como Suárez e Godín devem fazer seu último Mundial, no Catar. “São mudanças naturais. Até 2022, a seleção terá muitas mudanças por causa de bons jogadores que devem subir da Sub-20 e Sub-23. Aqui já temos Torreira, Laxalt, entre outros atletas que têm boas possibilidades de estar no Catar”, disse.

ROTINA EM BH O Uruguai treina hoje pela manhã, na Cidade do Galo, e descansa à tarde. Ontem, a Seleção Uruguaia fez sua primeira atividade no Sesc Venda Nova. A imprensa acompanhou apenas alguns minutos do aquecimento. Os jogadores correram ao redor do campo e os goleiros participaram de uma atividade específica.

A partida contra os equatorianos será o reencontro de De Arrascaeta com o público mineiro, depois de trocar o Cruzeiro pelo Flamengo no início do ano. O jogador, entretanto, deve ser reserva domingo. O Uruguai deve ser escalado com Muslera; Cáceres, Godin, Gimenéz, Laxalt; Nández, Betancur, Vecino, Lodeiro; Suárez e Cavani.


AS NOVAS CARAS URUGUAIAS
Bentancur
(armador – Juventus-ITA)
21 anos
Provável titular no meio-campo uruguaio, Betancur transferiu-se do Boca para a Juventus, em 2017. Esteve no time uruguaio na Copa da Rússia

Nández
(volante/armador – Boca Juniors)
24 anos
Capitão do Sub-20, ganhou vaga no meio-campo uruguaio durante a Copa da Rússia e deve continuar entre os titulares de Tabárez na Copa América.

Federico Valverde
(armador – Real Madrid)
21 anos
Em sua primeira competição oficial pelo Uruguai, o jogador do Real Madrid deve entrar em alguns jogos e é um dos nomes promissores para a Copa’2022

Torreira
(volante – Arsenal-ING)
23 anos
Outro jovem com experiência de Copa do Mundo, Lucas Torreira também deve ganhar minutos vindo do banco de reservas


Equador na Toca II 
A Seleção Equatoriana treinou pela primeira vez na Toca da Raposa II ontem. Os jogadores foram recepcionados pelo gerente de futebol da Raposa, Marcone Barbosa, e pelo supervisor administrativo Benecy Queiroz. A dupla entregou uma camisa do clube personalizada. Além disso, os jogadores equatorianos puderam estrear um campo completamente reformado na Toca II. O gramado foi replantado, num processo que durou mais de um ano, para ficar idêntico ao do Mineirão, local do jogo entre Uruguai e Equador, domingo, às 19h, pela 1ª rodada do Grupo C da Copa América. Diferentemente do que aconteceu nos últimos dois dias, nas atividades no Sesc Venda Nova, nesta quinta-feira nenhum jogador concedeu entrevista e os jornalistas puderam fazer imagens do treinamento na Toca II por 20 minutos.


Publicidade