Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Ainda patinando

Cruzeiro fica no empate com o Corinthians, chegando ao incômodo jejum de oito partidas sem o gosto da vitória. Mano vê evolução


postado em 09/06/2019 04:11

O atacante Raniel para no inspirado goleiro corintiano: Walter foi o destaque do 0 a 0 no Mineirão, segurando várias investidas do time celeste com defesas milagrosas(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
O atacante Raniel para no inspirado goleiro corintiano: Walter foi o destaque do 0 a 0 no Mineirão, segurando várias investidas do time celeste com defesas milagrosas (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)


Vindo de classificação emocionante para as quartas de final da Copa do Brasil, o Cruzeiro reencontrou sua torcida ontem, quatro dias depois do triunfo nos pênaltis, com um objetivo claro: encerrar o jejum de sete jogos sem vitórias, sendo quatro pelo Brasileiro. Não foi por falta de tentativa. A Raposa criou, chutou 22 vezes a gol, contra seis do Corinthians, mas parou nas defesas de Walter e na trave, saindo do Mineirão com o empate sem gols, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, a Raposa foi a 8 pontos, a apenas dois da zona de rebaixamento, e a 11 do Palmeiras, que lidera de maneira invicta. O Corinthians foi a 12. Sem tempo para lamentar o 0 a 0, a equipe do técnico Mano Menezes embarca amanhã à noite para a capital cearense, onde enfrenta o Fortaleza na quarta-feira, às 21h, no último compromisso antes da parada para a Copa América.

“Faltou um detalhezinho, um pouquinho de sorte. Quando a sorte está do seu lado, a bola bate na trave e entra, bate no zagueiro e entra”, afirmou Thiago Neves, que voltou a ser destaque positivo da Raposa, com chutes de fora da área. “Importante é a evolução, que é bem nítida. Estamos contentes com a evolução. É paciência, pois daqui a pouco as vitórias começarão a vir e todo mundo vai ficar contente”.

Ontem, Mano mudou o setor de criação e o ofensivo. Além de Sassá, que ficou a vaga de Fred, machucado, Pedro Rocha foi escalado por opção técnica no lugar de Marquinhos Gabriel, que não vinha repetindo o bom futebol de suas primeiras partidas. O time até tomou iniciativa no primeiro tempo, mas parou nas duas linhas defensivas quase intransponíveis do adversário.

“O Corinthians se posiciona bem, fecha bem as linhas. Entra ano, sai ano, é uma das melhores equipes do Brasil defensivamente. Não adianta atacar errado uma equipe que se defende bem. Mesmo assim, tivemos 13 chances de gol”, afirmou o técnico celeste. “Demos mais um passo, não tomamos gols. Vamos de passo em passo, não na velocidade que todos gostariam, mas prefiro que seja assim.”

O Cruzeiro teve um pouco mais de posse de bola nos primeiros 45 minutos e chutou mais que o rival (10 contra três), mas não conseguiu vencer Walter. A primeira chance foi com Pedro Rocha, que chutou em cima do goleiro, aos 11min. As outras tentativas foram com Thiago Neves em dois chutes de fora da área. O Corinthians só chegou à meta do Cruzeiro aos 21min, em cruzamento de Avelar, que Fábio interceptou.

MUDANÇA Os visitantes melhoraram no segundo tempo, ficaram mais com a bola e só não marcaram porque Fábio fez linda defesa na tentativa de Avelar, de cabeça. Foi quando Mano resolveu mudar o setor ofensivo. De uma só vez mandou a campo David e Raniel no lugar de Pedro Rocha e Sassá, aos 20min. A alteração surtiu efeito e o Cruzeiro parou de novo em sequência de grandes defesas de Walter. Em menos de cinco minutos, o substituto de Cássio, que está com a Seleção Brasileira para a disputa da Copa América, salvou as tentativas de Dedé e Dodô. Aos 33min, o lateral-esquerdo disparou um chute forte, que explodiu na trave.

Em outros jogos da rodada, o Palmeiras venceu o Athletico por 1 a 0, mantendo a liderança. Já o Grêmio bateu o Fortaleza, próximo adversário celeste, pelo mesmo placar. Ceará e Bahia ficaram no 0 a 0, como São Paulo e Avaí. Hoje se enfrentam Fluminense e Flamengo, e o CSA recebe o Botafogo.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 0 X 0 CORINTHIANS
Cruzeiro: Fábio; Lucas Romero, Dedé, Leo e Dodô; Henrique e Ariel Cabral (Jadson 31 do 2º); Robinho, Thiago Neves e Pedro Rocha (David 20 do 2º); Sassá (Raniel 20 do 2º)
Técnico: Mano Menezes
Corinthians: Walter; Michel Macedo (Bruno Méndez 17 do 1º), Henrique, Marllon e Danilo Avelar; Ralf, Jadson, Júnior Urso (Richard 35 do 2º), Sornoza (Everaldo 25 do 2º) e Clayson; Gustavo
Técnico: Fábio Carille
8ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Mineirão
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Silbert Faria Sisquim e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ)
VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Cartão amarelo: Robinho, Marllon
Pagantes: 16.120
Renda: R$ 353.229,50



Publicidade