Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Em campo, time se classifica. Na política, conselheiros presos

Quem tem Fábio tem tudo, e foi ele o grande responsável pela vaga, com defesas gigantescas, inclusive uma nas cobranças de pênaltis


postado em 06/06/2019 04:06



O Cruzeiro está classificado às quartas de-final da Copa do Brasil e o sonho do hepta continua vivo. Foi nas penalidades, depois de 2 a 2 no tempo normal e 3 a 1 para o time azul nas penalidades. O clube vive a pior crise política de sua história, com conselheiros presos e a diretoria acuada, tentando se defender de acusações graves de lavagem de dinheiro e falsificação de documentos, e o reflexo tem acontecido em campo, com atuações pífias e queda acentuada. Antes apontado como candidato a todos os títulos que disputa, o Cruzeiro tem oscilado negativamente. O torcedor está muito preocupado com a sequência do time na Copa Libertadores, onde vai enfrentar o River Plate, e no Campeonato Brasileiro, no qual ocupa os últimos lugares. Mesmo se classificando ontem, não mostrou bom futebol. Porém, quem tem Fábio tem tudo, e foi ele o grande responsável pela vaga, com defesas gigantescas, inclusive uma nas cobranças de pênaltis. É um gigante azul!

O Fluminense é uma equipe que joga bonito, toca a bola e procura o gol, mesmo com suas dificuldades técnicas. Ganso é um jogador genial no talento e na qualidade, com a bola nos pés. Mas participa muito pouco do jogo. O Fluminense conseguiu uma grande vantagem quando o árbitro de vídeo (VAR) marcou pênalti de Dedé em Luciano. É visível que o zagueiro azul chega atrasado e empurra o jogador do Fluminense, de forma desnecessária. Ganso bateu, Fábio defendeu e Brenner fez o gol, no rebote. Entretanto, jogadores tricolores e cruzeirenses invadiram a área, antes da cobrança, e o árbitro mandou repetir. Da segunda vez, Ganso bateu no canto direito de Fábio, que pulou para o outro lado. Fluminense 1 a 0.

Para piorar ainda mais, Fred sentiu uma contusão e saiu. Aliás, falavam tanto em Fred, com 15 gols em 16 jogos, no Campeonato Mineiro e na primeira fase da Libertadores, marcando contra adversários de pouquíssima qualidade. Depois que passou a enfrentar defesas seguras e firmes, jogadores com mais qualidade, ele não conseguiu marcar. Esse oba-oba de alguns da imprensa, que insistem em falar em média de gols marcados contra adversários de qualidade duvidosa, estraga alguns atletas. Sassá entrou na vaga dele e, no primeiro tempo, não fez nada. Aliás, fez sim: levou um cartão amarelo por segurar um jogador adversário pelo pescoço. O tempo passou e, por incrível que pareça, o time azul não deu um chute sequer ao gol. Que fase!

No segundo tempo, era tudo ou nada. A eliminação aumentaria a crise e o torcedor iria exigir a renúncia da diretoria. Muitos internautas me perguntam se o fato de os dirigentes receberem bicho dobrado faria com que alguns jogadores atuassem de corpo mole. Não acredito nisso. São profissionais que honram a camisa. Mas nenhum jogador gosta de correr, suar e perceber que tem gente que não dá um chute na bola, mas ganha bicho dobrado. É estranho!

Uma grande chance de empatar aconteceu com Thiago Neves, que, cara a cara com Agenor, chutou raspando a trave. A bola caiu no pé direito. O Cruzeiro chegou ao empate com Thiago Neves, depois de duas cabeçadas de Dedé e Ariel Cabral: 1 a 1. Pedro Rocha sofreu pênalti. Sassá, cheio de ginga e com pouca força, bateu e Agenor defendeu. Era a noite dos pênaltis e do VAR. Romero entrou na área e foi derrubado por Caio Henrique. Dessa vez, Thiago Neves pegou a bola e bateu com categoria. 2 a 1. Quando o Fluminense mais pressionou, buscando o empate, Fábio fez três defesas sensacionais. No último lance do jogo, contudo, bola na levantada na área e João Pedro, de bicicleta, empatou. Golaço!

A decisão da vaga, então, ficou para as penalidades. E, nelas, o Cruzeiro foi mais competente e venceu por 3 a 1, garantindo vaga nas quartas de final. Foi um jogo emocionante e uma classificação ganha, como sempre, nas mãos de Fábio, o grande paredão azul.

Férias
Entro em férias hoje, voltando somente em julho. Quem quiser acompanhar meu trabalho na Copa América, é só se ligar na Rádio Tupi, a maior audiência do rádio brasileiro, e no meu canal youtube.com/JaeciCarvalhoesporte. No meu instagram, jaecicarvalhooficial.


Publicidade