Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Catar sediará Mundial de Clubes


postado em 04/06/2019 04:10



A Fifa decidiu ontem que o Catar, país-sede da Copa do Mundo de 2022, vai organizar o Mundial de Clubes em 2019 e 2020, antes que a competição passe a contar com 24 equipes. “As duas próximas edições do torneio, no formato atual com sete equipes, vão servir de teste tendo em vista a Copa de 2022, já que essa competição entre clubes geralmente ocorre no início de dezembro – no mesmo período da Copa do Mundo, permitindo testes em condições climáticas similares”, explicou a Fifa em comunicado.

O Catar vai substituir assim os Emirados Árabes Unidos, que organizaram as duas últimas edições da competição, vencidas pelo Real Madrid.

A Fifa decidiu em março lançar a partir de 2021 uma Copa do Mundo de clubes ampliada para 24 equipes, que substitui a Copa das Confederações. Uma edição piloto será disputada de 17 de junho a 4 de julho de 2021, em um país ainda a ser escolhido.

A Uefa contestou com veemência a criação dessa competição, temendo que ela ameace a Liga dos Campeões.

Platini O ex-presidente da Uefa Michel Platini criticou Gianni Infantino, atual presidente da Fifa, em declarações ao diário esportivo francês L’Equipe. “Ele é um muito bom jurista, um ótimo secretário-geral, mas não tem nenhuma legitimidade, não é crível como presidente da Fifa”, afirmou Platini.  “Como pode vir agora promover o futebol feminino quando sempre riu disso?”.

Platini  foi suspenso pela Fifa até outubro de 2019 por violar o código de ética da entidade. Esta suspensão impede que Platini se candidate nas novas eleições para presidente da Fifa, amanhã em Paris. Infantino é candidato único.


Publicidade