Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Sheilla de volta ao Minas


postado em 25/05/2019 04:09

Sheilla se emocionou ao rever as fotos da sua passagem pelo Minas, que, segundo ela, marcou sua história(foto: Minas Tênis Clube/Divulgação)
Sheilla se emocionou ao rever as fotos da sua passagem pelo Minas, que, segundo ela, marcou sua história (foto: Minas Tênis Clube/Divulgação)


Campeão da Superliga Feminina e da Copa Brasil de Vôlei, o Minas anunciou mais um reforço de peso para a próxima temporada. Trata-se da oposto Sheilla, de 35 anos, bicampeã olímpica com a Seleção Brasileira em 2008 e 2012. Essa será a segunda passagem da jogadora pelo clube mineiro, onde atuou entre 2001 e 2004 e foi campeã da Superliga pela primeira vez, em 2002.

Ao rever fotos da conquista da Superliga com a camisa minas-tenista, a atleta se emociona. “Cheguei no Minas muito novinha e, ainda, era uma jogadora desconhecida. Comecei a pegar a seleção brasileira aqui no Minas, isso também marcou muito a minha história aqui. Em 2002, fui convocada pela primeira vez, mas era muito imatura. É muito bom recordar essas conquistas”, comentou.

Sheilla retorna às quadras depois de ficar quase três anos afastada e se tornar mãe das gêmeas Liz e Ninna. Neste período, a jogadora continuou treinando e fazendo atividades físicas em academias de Belo Horizonte, onde nasceu e mora atualmente. Dessa forma, ela estará apta fisicamente para voltar a jogar já no início da temporada. A última equipe da mineira foi o Istambul, da Turquia.

A última partida de Sheilla antes da pausa na carreira foi em 2016. Sua despedida foi na eliminação brasileira por 3 a 1 para a China nas quartas de final dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

“Espero voltar jogar bem. Me sinto privilegiada, por não ter problemas físicos. Já estou em meu peso de antes da gravidez. Então, agora, é recuperar a forma física, de ganho de massa. Sempre tive contato com a bola, porque treinei muito na areia durante esse período. Então, é apenas fortalecer e acredito que tenho tudo para voltar bem”, avalia Sheilla.

A eterna camisa 13 suprirá a ausência provisória da oposto Bruna Honório, do Minas e da Seleção Brasileira. Ela passou por cirurgia para a retirada de um tumor do coração. Os médicos ainda não estimaram uma data para a volta da jogadora ao vôlei.

Bicampeã olímpica (Pequim’2008, e Londres’2012), Sheilla é uma das principais jogadoras da história da Seleção Brasileira Feminina de Vôlei. A mineira também é campeã do Pan-Americano de 2011, em Guadalajara.



Publicidade