Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

199...

Caso o Galo vença o Grêmio amanhã, em Porto Alegre, o zagueiro Leonardo Silva comemorará sua 200ª vitória com a camisa alvinegra


postado em 24/05/2019 04:07

Leonardo Silva comemora um dos gols mais importantes da sua carreira, contra o Olimpia, na final da Libertadores de 2013, no Mineirão(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press - 24/7/13)
Leonardo Silva comemora um dos gols mais importantes da sua carreira, contra o Olimpia, na final da Libertadores de 2013, no Mineirão (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press - 24/7/13)


Experiente, carismático, dono de histórias de sucesso no Atlético e prestes a completar 40 anos (em 22 de julho), o zagueiro Leonardo Silva segue colecionando feitos pelo alvinegro naquele que pode ser seu último ano de contrato com o clube. O jogo contra o Grêmio, amanhã, às 19h, em Porto Alegre, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, pode ser especial para o jogador em caso de resultado positivo dos mineiros: ele poderá alcançar a 200ª vitória com a camisa alvinegra.

Reserva no começo da temporada, Leonardo Silva será mais uma vez titular no lugar do capitão Réver, que segue se recuperando de fratura no nariz. Mesmo com o jovem Maidana como opção, o rodado jogador tem sido o escolhido desde o início do ano quando os titulares não estão aptos. Em 2019, ele balançou as redes apenas uma vez, na vitória sobre a Caldense por 1 a 0, pelo Estadual.

Com 373 jogos pelo Atlético, o zagueiro recentemente ultrapassou o ex-ponta-esquerda Éder Aleixo (368) e aparece em 15º lugar na lista dos atletas com mais jogos na história. Este ano, caso tenha boa sequência de partidas, poderá atingir o feito do hoje gerente de futebol Marques, presente em 386 confrontos pelo clube. No atual grupo, quem esteve mais em campo pelo Galo é o goleiro Victor, com 407 jogos. Ele é também o zagueiro com maior número de gols em Campeonatos Brasileiros (30), superando o companheiro Réver e o ex-flameguista Juan, que deixou os gramados em abril.

Mais experiente que o técnico Rodrigo Santana, de 36 anos, Leo Silva também já poderia estar aposentado e exercendo o novo cargo de gerente de futebol da base atleticana, como ficou definido com a diretoria. Com contrato até o fim do Mineiro, ele optou por renovar o vínculo até dezembro em virtude da carência de zagueiros com experiência no grupo – além de Maidana, o técnico Rodrigo Santana conta apenas com Matheus Mancini, Martin Rea e Matheus Stokl (revelado no clube) para a reserva da dupla de zaga titular, Réver-Igor Rabello.

Nesta temporada, o zagueiro, que participou dos títulos da Libertadores de 2013, da Copa do Brasil e da Recopa Sul-Americana de 2014, foi alvo de críticas pesadas do torcedor, sobretudo por estar acima da idade ideal e por não ter a mesma velocidade dos anos anteriores. Em sua última entrevista, depois da derrota para o Nacional-URU, que eliminou o Galo da Libertadores na fase inicial, ele prometeu que o time alvinegro brigaria pelas primeiras posições no Brasileiro.

“Esta equipe está se dedicando ao máximo. Nosso sentimento é de tristeza. Da mesma maneira que o torcedor sofre, nós sofremos também, porque trabalhamos forte, duro. É uma tempestadezinha que a gente está atravessando, mas o futuro é brilhante, A fase é muito difícil neste momento, mas estamos trabalhando muito para já no sábado começar muito firme, com o pensamento de brigar lá em cima”, disse na época. A declaração foi muito criticada pelos torcedores.

MELHOR DESEMPENHO De fato, o Atlético poderá até assumir a liderança do Brasileiro amanhã se bater o Grêmio e o Palmeiras não derrotar o Botafogo, no mesmo horário, em Brasília. A expectativa é de que os mineiros, com a volta de vários titulares, possam mostrar melhor desempenho que na derrota para o Unión La Calera por 1 a 0, pela Copa Sul-Americana. No Sul, a equipe não contará com o lateral-direito Guga (com dor na coxa esquerda) e com o volante Elias (suspenso). Por outro lado, o goleiro Victor, o lateral Fábio Santos, o volante Zé Welison e os atacantes Luan e Ricardo Oliveira assumem suas vagas no time titular.

 

10 triunfos HISTÓRICoS

1) Atlético 4 x 3 Cruzeiro
(Mineiro de 2011)
Primeira vitória num clássico com a camisa alvinegra

2) Avaí 1 x 3 Atlético
(Brasileiro de 2011)
Única vez que marcou duas vezes no mesmo jogo

3)Atlético 4 x 0 Botafogo
(Brasileiro de 2011)
Marca um gol na partida e tem bom desempenho que elimina as chances de a equipe ser rebaixada

4) Atlético 3 x 2 Fluminense
(Brasileiro de 2012)
Teve atuação especular na partida, com direito a marcar o gol da vitória de virada

5) Atlético 2 x 0 Olimpia
(final da Copa Libertadores de 2013)
Marca o segundo gol que leva a disputa para a prorrogação e, em seguida, para os pênaltis. Nas cobranças, converte o seu
6) Atlético 4 x 1 Flamengo
(semifinais da Copa do Brasil de 2014)
Tem desempenho impecável, ajudando a anular o ataque adversário

7) Atlético 1 x 0 Cruzeiro
(final da Copa do Brasil de 2014)
Vence seu quinto título pelo Galo, com boa exibição diante do arquirrival

8) Atlético 3 x 1 São Paulo
(Brasileiro de 2015)
Ajuda a anular o ataque paulista na vitória com três gols de Lucas Pratto

9) Atlético 2 x 1 Racing
(Libertadores de 2016)
Faz novamente bom jogo e tem papel importante na vitória que eliminou os argentinos na competição

10) Atlético 2 x 1 Cruzeiro
(Mineiro de 2017)
Último título pelo Galo. Joga no sacrifício até o fim depois de sofrer lesão muscular


Publicidade