Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Dia de quebrar tabu em busca do hepta

Há 11 anos sem vencer o Fluminense no Maracanã, Cruzeiro começa hoje a caminhada pela defesa do título da competição. Desafio é reencontrar o bom futebol do início da temporada


postado em 15/05/2019 05:10

"Mata-mata é bom, torcedor abraça muito. Tomara que a gente repita os anos passados e conquiste o título de novo" Robinho, armador celeste (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press - 22/1/19)



Campeão mineiro, dono da segunda melhor campanha na fase de grupos da Copa Libertadores e lutando para subir na tabela do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro inicia mais uma caminhada hoje. Às 21h30, visita o Fluminense, no Rio, na estreia de ambos na Copa do Brasil – como outros participantes da competição continental, a Raposa entra já nas oitavas de final.

A intenção é começar com o pé direito, como foi no ano passado, quando bateu o Athletico por 2 a 1, em Curitiba. O problema é que para isso o time celeste terá de quebrar tabu de quase 11 anos sem vencer o tricolor carioca no Maracanã. A última vez foi em 26 de julho de 2008, quando fez 3 a 1, pelo Campeonato Brasileiro, gols de Guilherme, Fabrício e Wagner. Em 2012, a Raposa bateu o Flu por 2 a 0 no Rio, mas no Engenhão.

Daquele time, dois jogadores deverão estar em campo novamente hoje: o goleiro Fábio e o volante Henrique. Quem estava em outro momento da carreira e nem pensava em envergar a camisa azul também espera dificuldades hoje, mas se mostra bastante confiante, principalmente porque ajudou a deixar o time forte o suficiente para dominar a Copa do Brasil nas últimas duas temporadas.

“Vi os jogos do Fluminense contra Grêmio e Botafogo e a equipe foi muito bem. Vai ser um jogo difícil, eles estão correndo muito, confiantes, acreditando nas ideias do treinador (Fernando Diniz). Mas nos preparamos da melhor forma para fazer um bom jogo e tentar estrear com vitória”, afirma o armador Robinho, de 31 anos.

Com três títulos do torneio mata-mata no currículo, ele conhece bem os desafios. E espera ser tetra levando a Raposa ao hepta. “Gosto da Copa do Brasil e poderia ter mais um título, com o Santos, em 2010, mas pedi para ser emprestado ao Avaí e fui atendido. Isso faz parte do futebol. Mata-mata é bom, torcedor abraça muito. Tomara que a gente repita os anos passados e conquiste o título de novo”, declara o jogador, que em 2015 foi campeão com o Palmeiras.

Como a Copa do Brasil tem jogos de ida e volta, os atletas celestes pregam cautela nesta primeira partida. A intenção é fazer a defesa voltar a ser forte depois de sofrer nove gols nos últimos cinco jogos. O alerta aumentou depois das falhas contra o Internacional, domingo, em Porto Alegre.

“Nosso time não está acostumado com isso. Não gosto de falar de jogos em que não estive em campo, mas não vamos tomar mais gols bobos como tomamos. Lembro que há algum tempo o (técnico) Mano Menezes falou que não iríamos mais tomar três gols em uma partida e não tomamos. Está na hora de repetir isso.”

MUITAS OPÇÕES Para o jogo de hoje, o treinador pode escolher o que considera o melhor do grupo celeste para começar o jogo. O próprio Robinho está novamente à disposição depois de ficar fora da partida com o Inter por precaução, assim como Henrique. Para armação, ele tem Rodriguinho e Thiago Neves, enquanto nas laterais pode optar por Edílson ou Orejuela, no caso da direita, e Dodô e Egídio, na esquerda.

O armador Marquinhos Gabriel e o atacante Raniel, liberados na segunda-feira do departamento médico, ainda não voltam. Como no sábado o Cruzeiro volta a enfrentar o Fluminense, só que pelo Brasileiro, eles podem viajar amanhã para se juntar à delegação no Rio.

 

 

O ADVERSÁRIO
Diniz fica sem artilheiro Pedro

A intenção do técnico Fernando Diniz era mandar a campo hoje, diante do Cruzeiro, o time que perdeu para o Botafogo, sábado, pelo Campeonato Brasileiro. Porém, uma pancada na perna esquerda do atacante Pedro o obrigará a mexer na escalação. A dúvida é se vai optar por outro atacante ou um volante para reforçar o meio-campo. O treinador chegou a cogitar a volta do volante Aírton, mas como ele ficou muito tempo cuidando de contusão muscular na coxa direita, decidiu deixá-lo fora e manter Daniel no meio-campo, ao lado de Allan e Paulo Henrique Ganso. Outro que voltou a treinar esta semana foi o lateral-esquerdo Mascarenhas, recuperado de tendinite no joelho esquerdo, mas Diniz manterá o volante Caio Henrique na posição.

 

 

FICHA TÉCNICA
Fluminense x Cruzeiro

Fluminense: Rodolfo; Gilberto, Matheus Ferraz, Nino e Caio Henrique; Allan, Daniel, Luiz Fernando e Paulo Henrique Ganso; Luciano e Yony González
Técnico: Fernando Diniz
Cruzeiro: Fábio; Edílson, Dedé, Leo e Egídio; Henrique, Lucas Romero, Robinho, Rodriguinho e Pedro Rocha; Fred
Técnico: Mano Menezes
Jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil
Estádio: Maracanã
Horário: 21h30
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Émerson Augusto de Carvalho e Neuza Inês Back (SP)
VAR: José Cláudio Rocha Filho (SP)
TV: Globo e SporTV


ESTRELADAS...

Rafinha de saída

O armador Rafinha não deve mais atuar pelo Cruzeiro, pois está acertando transferência para o Coritiba. O jogador atuou em 16 das 26 partidas da equipe celeste este ano, mas não conseguiu se firmar como titular, muito em função da irregularidade. Na Toca da Raposa II desde julho de 2016, ele somou 143 jogos e 14 gols, tendo sido bicampeão da Copa do Brasil e bicampeão mineiro. Rafinha, de 35 anos, passou pela própria equipe coxa-branca entre 2010 e 2013, onde foi campeão da Série B e tetracampeão paranaense.

Datas da Libertadores
O Cruzeiro fará o primeiro jogo das oitavas de final da Copa Libertadores contra o River Plate em Buenos Aires, em 23 de julho, segundo anunciou ontem a Conmebol. O jogo de volta será sete dias depois, em Belo Horizonte. Ambas as partidas serão às 19h15. Nos mesmos dias, mas às 21h30, jogam LDU-EQU x Olimpia-PAR e Godoy Cruz-ARG x Palmeiras. Já nos dias 24 e 31 de julho terá Nacional-URU x Internacional e San Lorenzo-ARG x Cerro Porteño-PAR, às 19h15, e Athletico x Boca Juniors e Emelec-EQU x Flamengo, às 21h30. Já Grêmio x Libertad-PAR se enfrentam em 25 de julho e 1º de agosto, às 21h30.

 

 


Publicidade