Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Privilégio para poucos

Só quem for ao Mineirão verá Atlético e Palmeiras na disputa pela liderança da competição. Sem acordo entre time paulista e detentora dos direitos de TV, jogo não será transmitido


postado em 12/05/2019 05:06

Ainda interino no comando do Galo, técnico Rodrigo Santana diz saber do poderio do adversário, mas confia no potencial de sua equipe, a única com 100% de aproveitamento no Nacional(foto: Bruno Cantini/Atlético)
Ainda interino no comando do Galo, técnico Rodrigo Santana diz saber do poderio do adversário, mas confia no potencial de sua equipe, a única com 100% de aproveitamento no Nacional (foto: Bruno Cantini/Atlético)

Liderança em jogo, time confiante e grande adversário pelo caminho. Os ingredientes são variados para que o torcedor do Atlético acompanhe com atenção o duelo com o Palmeiras hoje, às 16h, no Mineirão, que valerá o primeiro lugar do Campeonato Brasileiro. Ainda que seja um confronto direto pela ponta da classificação do Nacional, a partida não terá transmissão pela TV, já que o alviverde não fez acordo com a emissora detentora dos direitos da competição – assinou contrato paralelo com o Esporte Interativo, que exibe parte das partidas dos paulistas. Assim, só verá o confronto quem for ao Gigante da Pampulha nesta tarde.

Justamente por isso e até pela fase de ascensão do Galo – que tem 100% de aproveitamento no Brasileiro –, a diretoria alvinegra esperava procura maior por ingressos durante a semana. Mas a compra nas bilheterias e pela internet ficou aquém da expectativa: segundo o último balanço, divulgado ontem à noite pelo clube, 19.338 torcedores garantiram antecipadamente a entrada para a partida. Talvez não seja sem motivo. Neste ano, o Atlético decepcionou a torcida em dois dos três jogos em que atuou no Mineirão pela Libertadores: foi derrotado pelo Cerro Porteño-PAR e pelo Nacional-URU, em ambos por 1 a 0, e obteve uma vitória de virada contra o venezuelano Zamora por 3 a 2, depois de estar perdendo por 2 a 0.

O discurso no Galo é de superação, especialmente contra um dos times mais fortes do país: “Não existe jogo fácil, ainda mais contra o Palmeiras, Felipão do outro lado. Um banco de reservas também muito forte, entra e sai jogador e é tudo do mesmo nível. Mas a gente está confiante, porque iniciamos muito bem a competição. Sabemos do poderio do Palmeiras, mas acreditamos muito no nosso também. E já estudamos bem o time deles, vamos armar algumas estratégias para tentar furar o bloqueio do sistema defensivo do Palmeiras, que é forte”, avalia o técnico Rodrigo Santana.

Vindo de quatro vitórias consecutivas – três pelo Brasileiro e uma na despedida da Libertadores, diante do Zamora –, o Atlético mudou recentemente seu esquema tático, passando a jogar no 4-1-4-1. Contra o Palmeiras, o treinador afirma que a tática será mantida. A ideia é ter uma equipe bem encaixada defensivamente e atacando em bloco de forma organizada. “Não gosto muito de mudar o sistema de jogo. Enquanto está dando certo, a gente tem que acreditar. Enquanto a gente estiver encaixadinho, o sistema estiver funcionando, vamosi permanecer com ele”, afirma Santana.

FORMAÇÃO
O equatoriano Cazares voltou a treinar com o grupo depois de se recuperar de lesão muscular, mas não tem vaga garantida entre os titulares. O colombiano Chará, que deixou a atividade de sexta-feira reclamando de dor no pé direito, treinou ontem e deve jogar. No meio-campo, estão garantidos o volante Elias e os meia-atacantes Geuvânio e Luan, que atuaram nos três primeiros jogos do Brasileiro, contra Avaí, Vasco e Ceará.

Rodrigo mantém outra dúvida no meio. O volante Adilson vinha sendo titular com frequência, mas sentiu desgaste físico depois do jogo contra o Zamora e pode ficar no banco. Com isso, Zé Welison assumiria a posição de titular.

Atlético

Victor; Guga, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison (Adilson), Elias, Luan, Cazares (Chará) e Geuvânio; Ricardo Oliveira
Técnico: Rodrigo Santana

Palmeiras
Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique, Raphael Veiga, Zé Rafael e Dudu; Deyverson
Técnico: Luiz Felipe Scolari

4ª rodada do Brasileiro’2019

Estádio: Mineirão
Horário: 16h
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno (RS)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
TV: Sem transmissão


Publicidade