Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Ainda sem vencer

América fica no 0 a 0 com o Criciúma, chega ao terceiro jogo consecutivo sem triunfo, mas, pelo menos, deixa a lanterna


postado em 12/05/2019 05:05

Em Santa Catarina, o Coelho completou mais uma partida sem ganhar e sem balançar a rede. Estreante, técnico Maurício Barbieri (foto abaixo) terá uma semana para conhecer melhor o grupo e fazer ajustes(foto: Daniel Hott/América)
Em Santa Catarina, o Coelho completou mais uma partida sem ganhar e sem balançar a rede. Estreante, técnico Maurício Barbieri (foto abaixo) terá uma semana para conhecer melhor o grupo e fazer ajustes (foto: Daniel Hott/América)



A estreia do técnico Maurício Barbieri no comando do América não foi da maneira que o torcedor esperava, mas pelo menos a equipe já demonstrou alguns sinais de evolução. Depois de duas derrotas consecutivas, o Coelho ficou no empate sem gols com o Criciúma, na manhã de ontem, no Heriberto Hülse, pela terceira rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O time mineiro continua sem vencer e sem marcar gol na competição, se mantendo na parte de baixo da classificação.

Barbieri fez mudanças no time titular em relação aos primeiros confrontos e viu uma equipe com mais objetividade no ataque, principalmente na reta final da partida. Mas a lentidão na saída de bola em vários momentos e os seguidos erros de passe continuam sendo um obstáculo para a conquista da primeira vitória. O time também desperdiçou boas chances para marcar e ainda contou com a sorte, já que o Criciúma acertou o travessão duas vezes, o que contribuiu para que o placar não fosse alterado.

Entre os jogadores, o discurso foi de que o Coelho teve ligeira melhora, embora ainda precise crescer muito para chegar ao grupo dos primeiros colocados. “Tivemos bom desempenho na parte tática. Foi uma boa apresentação. Infelizmente, não conseguimos os três pontos, mas o que fizemos dá esperança ao nosso torcedor para os próximos jogos”, afirma o atacante Jonatas Belusso, que ganhou oportunidade como titular no lugar de Júnior Viçosa, mas foi substituído pelo volante Christian no início do segundo tempo.

Felipe Azevedo considera que o América peca de forma exagerada no último terço do campo: “O time foi ansioso, apesar de ter mostrado melhora. Por detalhes, não fizemos gol e saímos com o resultado positivo. Vamos levar essas lições para o próximo confronto, para conseguirmos a primeira vitória”.

Com dor no joelho direito, o goleiro Fernando Leal desfalcou o América e deu lugar a Jori. O Coelho teve o retorno do atacante Marcelo Toscano, recuperado de lesão muscular, contudo, o jogador se tornou vilão da equipe ao desperdiçar a melhor oportunidade em toda a partida: não aproveitou falha do goleiro Paulo Gianezini e, na sobre, mandou a bola longe do gol.

PRÓXIMA MISSÃO
É o pior início de campanha do América na Segunda Divisão. Desde que a competição passou a ter o atual formato (em 2006), o time nunca havia ficado sem vencer nas três primeiras rodadas. Barbieri terá uma semana cheia para conhecer melhor o grupo e buscar melhoras. O Coelho volta a campo apenas no próximo domingo, contra o Sport, às 16h, no Independência. O time americano não vence em casa desde as quartas de final do Campeonato Mineiro, em 25 de março, quando derrotou a Caldense por 2 a 0.

O zagueiro Pedrão está otimista. “Nosso time está encaixando aos poucos. Estamos mal na tabela, mas vamos trabalhar voltar para a Série A, onde o América deveria estar”, disse o jogador, de 22 anos, que afirma estar vivendo um bom momento pessoal ao assumir a titularidade na defesa americana, com a saída de Diego Jussani: “Estou feliz para caramba. É um sonho que está sendo realizado”.


Criciúma

Paulo Gianezini; Maicon (Liel 30 do 2º), Leo Santos, Sandro, Caíque (Marlon 31 do 1º); Adilson Goiano, Eduardo, Wesley e Daniel Costa; Vinicius e Lúcio Flávio (Leo Gamalho 12 do 2º)
Técnico: Gílson Kleina

América
Jori; Leandro Silva, Pedrão, Paulão e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho; Marcelo Toscano e Felipe Azevedo (Ademir 46 do 2º); Neto Berola (França 8 do 2º) e Jonatas Belusso (Christian 24 do 2º)
Técnico: Maurício Barbieri

3ª rodada da Série do Brasileiro’2019
Estádio: Heriberto Hülse
Árbitro: Cláudio Francisco Lima E Silva (SE)
Assistentes: Fábio Pereira (TO) e Aílton Farias da Silva (SE)
Cartão amarelo: Leandro Silva, Jonatas Belusso, Eduardo e Marlon
Próximos jogos: Sport (c), Brasil-RS (f) e Coritiba (c)


Publicidade