Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Hora de recuperar o fôlego

Depois de começar a temporada de forma empolgante, Cruzeiro tem queda de rendimento e agora precisa resgatar o futebol do começo do ano para conquistar seus objetivos nas três competições que disputa


postado em 10/05/2019 05:07

O Cruzeiro teve uma queda de produção desde a final do Mineiro. Depois de perder na estreia do Brasileiro para o Flamengo, atuou mal na vitória contra o Ceará, sofreu para bater o Goiás em casa e perdeu a invencibilidade na Libertadores ao perder por 2 a 1 para o Emelec, para tristeza da torcida que foi ao Mineirão (acima)(foto: Fotos: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
O Cruzeiro teve uma queda de produção desde a final do Mineiro. Depois de perder na estreia do Brasileiro para o Flamengo, atuou mal na vitória contra o Ceará, sofreu para bater o Goiás em casa e perdeu a invencibilidade na Libertadores ao perder por 2 a 1 para o Emelec, para tristeza da torcida que foi ao Mineirão (acima) (foto: Fotos: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)


O Cruzeiro segue tendo o melhor aproveitamentos dos clubes das Séries A e B do Campeonato Brasileiro. Porém, a oscilação apresentada nas quatro últimas partidas deixa a torcida preocupada. Afinal, mesmo quando saiu vencedor, como no 1 a 0 sobre o Ceará, a equipe não jogou bem, chegando a ser pressionada pelo adversário dentro do Mineirão. Isso em um momento em que se prepara para encarar mata-matas tanto em nível nacional, entrando nas oitavas de final da Copa do Brasil, quanto internacional, pois passou da fase de grupos da Copa Libertadores. Sem contar o Brasileiro, onde precisa somar ponto para se manter próximo aos primeiros colocados e, na reta final, almejar o título.

Todos no clube prometem se esforçar para reencontrar o melhor futebol o mais rápido possível. O primeiro passo para isso é reconhecer a queda de rendimento e que é preciso dar algo a mais, como vem sendo feito por alguns.

“A gente está jogando mal, isso abala um pouco. Precisa melhorar muita coisa. Mata-mata é diferente, são jogos em que você não pode errar, senão, em cinco minutos, você é eliminado. Em um minuto está fora. A atenção tem que ser dobrada”, afirmou o armador Thiago Neves depois da derrota por 2 a 1 para o Emelec-EQU, um dos mais experientes do grupo e que não gostou do desempenho do time em pleno Gigante da Pampulha, na quarta-feira, pelo torneio continental. “Foi um jogo muito abaixo do que a gente está acostumado a jogar, pela qualidade que tem o elenco. A Libertadores, às vezes, quando você dá uma relaxada, acontece o que aconteceu.”

Ele acredita que a queda de rendimento é plenamente reversível e só depende dos atletas para o time voltar a atuar bem. “Estamos há alguns jogos fazendo muita força para tentar jogar o que a gente sabe. A gente vem jogando bem abaixo do que pode. Precisamos melhorar, está nítido em campo. E isso só vamos conseguir treinando, trabalhando no dia a dia”, declarou o camisa 10.

O próprio técnico Mano Menezes espera mais dos comandados. Mas está confiante que o momento ruim passará e que o Cruzeiro será ainda mais forte logo, logo. E conclamou a torcida para ajudar ainda mais.

“Às vezes a gente perde, e talvez seja bom para aprendermos determinadas coisas, para estarmos preparados lá na frente. Nunca é bom perder em casa, mas esta é uma hora de nos prepararmos mais para jogos importantes, de o Mineirão estar lotado. Em jogos importantes temos que ter 50 mil cruzeirenses nos ajudando aqui, no mínimo. São coisas importantes, que nós, como torcida, como time, como clube, vamos aprendendo, que agora é a hora que começam decisões, e elas têm um outro caráter, tanto para nós, quando para o nosso torcedor, para todo mundo”, argumento o treinador depois da derrota.

COPO MEIO CHEIO Há também quem pondere que o Cruzeiro segue em boas condições na temporada. O time perdeu apenas duas das 25 partidas que fez e tem aproveitamento de 78,67%.

Mesmo na derrota para o Emelec, o goleiro Fábio viu pontos positivos, principalmente no segundo tempo. “Criamos bastante, mas infelizmente não conseguimos marcar mais gols. Já o adversário foi feliz nas poucas chances que teve. O importante é que conseguimos quase todos nossos objetivos até agora e temos de seguir consistentes para alcançar novos objetivos”, disse.

Para tentar se reabilitar diante do Internacional, de preferência jogando bem, Mano Menezes contará com a volta de importantes jogadores. Os principais são o zagueiro Dedé e o atacante Fred, que ficaram fora do jogo de quarta-feira por precaução. Já Robinho, que entrou no intervalo e mudou o panorama da partida, deve voltar a ser titular.

Outro que deve entrar jogando no domingo é o meia-atacante Pedro Rocha, que será inscrito para a sequência da Libertadores. Por enquanto, ele é opção para o Brasileiro.

 

Estreladas

 

Baixa na lateral direita

O lateral-direito Orejuela, que vinha revezando a titularidade com Edílson, sofreu estiramento na coxa esquerda e está fora dos próximos compromissos do Cruzeiro. Se Mano Menezes quiser descansar o camisa 2 para a estreia na Copa do Brasil, quarta-feira, no Rio, contra o Fluminense, terá de improvisar, podendo escalar o volante Lucas Romero no setor, como já fez diversas vezes.

 

Ainda no estaleiro

O armador Marquinhos Gabriel apareceu em um dos campos da Toca da Raposa II na tarde de ontem. Porém, ele ainda está na fisioterapia, sendo cuidado por Charles Costa. A última partida do atleta foi contra o Ceará, quando saiu ainda no primeiro tempo devido a incômodo na coxa direita. Há chance de estar à disposição para enfrentar o Fluminense, pela
Copa do Brasil.


Publicidade