Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

O futebol é mesmo mágico!

A primeira final sem Messi ou CR7 desde a temporada 2012/2013 apresenta favoritismo do Liverpool


postado em 09/05/2019 05:13

(foto: Reprodução/Internet)
(foto: Reprodução/Internet)

>> fredericoteixeira.mg@diariosassociados.com.br

Nem o mais tarimbado roteirista de cinema de Hollywood poderia ter escrito script tão espetacular quanto o da definição dos finalistas da Liga dos Campeões da Europa. Com um misto de drama e aventura – e boa dose de emoção –, Liverpool e Tottenham carimbaram suas vagas contrariando (quase) todos os prognósticos. Em átimos de segundos, heróis viraram vilões e vice-versa. Faz parte. Enfim, é uma das magias do futebol.

O enredo mais mágico foi o de terça-feira, quando o Liverpool parece ter encarnado um dos papéis da série Missão Impossível. E com direito a um gol que, pela sua genialidade (ou malandragem, como queiram chamar), independentemente do resultado da final, já entrará para a história da competição.

Sem Salah e Firmino, duas de suas principais estrelas, o Liverpool poderia entrar já derrotado, após tomar 3 a 0 do Barça na ida. Mas não foi o que se viu. Ficou nítido que os jogadores compraram a ideia do técnico Jürgen Klopp, estudioso da parte tática, mas que diz sempre que o futebol tem que ser jogador com “coração e alma”. Não podia haver melhor definição. Do outro lado, nem Messi (só) salva. E o argentino, eleito cinco vezes melhor do mundo, foi alvo de críticas de torcedores do Barcelona.... Mesmo tendo levado o time nas costas até a semifinal.

Ontem, a história entre Ajax e Tottenham foi semelhante. Equipe que apresentou o futebol mais envolvente até aqui, os holandeses haviam vencido por 1 a 0 fora de casa e abriram 2 a 0 na volta. Parecia tudo decidido. Parecia... Mas os deuses da bola tinham algo diferente em mente. Lucas Moura, de esquecido no PSG, foi “o iluminado” ao marcar os três gols da vitória, o último nos acréscimos. Muitos torcedores (e até jogadores em campo) pareciam nem acreditar no que viam.

Seja como for, a primeira final sem Messi ou CR7 desde a temporada 2012/2013 apresenta favoritismo do Liverpool. Mas, depois do que assistimos nos últimos dias, quem duvidará de que tudo pode acontecer? Aguardemos as cenas do capítulo final, em 1º de junho, em Madri.


Porta dos fundos
De maior contratação da história do futebol mundial a maior decepção. Assim pode acabar se transformando a passagem de Neymar pelo PSG, caso seja confirmada sua transferência para o Real Madrid na próxima janela europeia. Sem conseguir levar a equipe à conquista de títulos de expressão, em especial a Liga dos Campeões, ainda ficará marcado como o jogador que forçou sua saída de forma amadora, expondo as situações internas do clube, rachando o grupo e entrando em rota de atrito – quase direto – com os companheiros. Fui um dos que defendeu que Neymar deveria sair do Barcelona para deixar a sombra de Messi e buscar o protagonismo na França, mas, lamentavelmente, a cada dia ele parece menos preparado para exercer esse papel.


Se vira
Como a Fifa manteve a proibição ao Chelsea de trazer novos jogadores até julho de 2020 (descumpriu regras na contratação de atletas menores de idade), o jogo de hoje contra o Eintracht, pelo duelo de volta das semifinais da Liga Europa, passa a ter ainda mais importância. E não só pela premiação. O campeão do torneio garante vaga direta na fase de grupos da próxima Champions. Na ida, em Frankfurt, houve empate em 1 a 1. Menos mal que, na Premier League, faltando apenas uma rodada, os Blues também já se garantiram no G-3 da competição. Na outra semifinal da Liga Europa, o Valencia recebe o Arsenal, que fez 3 a 1 na ida. A armada inglesa pode dominar a Europa de vez.


Caneco
Após um início ruim, quando chegou a ficar nove pontos atrás do Borussia Dortmund, o Bayern de Munique pode conquistar hoje o heptacampeoanto alemão se vencer o RB Leipzig (terceiro colocado), fora de casa. Seria a consagração de uma campanha de recuperação impressionante – para se ter uma ideia do feito, só conseguiu se igualar ao adversário a partir da 23ª rodada. Não poderia haver melhor despedida para o francês Ribery, que anunciou o desligamento do clube após 12 anos. O Dortmund, que perdeu força na reta final (duas derrotas e um empate nos últimos cinco jogos), recebe o Dusseldorf. Terá que fazer o dever de casa e ainda secar o rival. Será difícil escapar da carapuça de 'flanelinha'...


Missão possível
Com mais um título da Juve confirmado por antecedência, as três últimas rodadas do Italiano terão como atração a luta de Cristiano Ronaldo pela artilharia. Com 21 gols, ele está quatro atrás de Quagliarella, de 36 anos, que tem sido o cara da Sampdoria. A diferença é que o lusitano foi poupado de várias partidas. Domingo, a Juve visita a Roma. Depois encara Atalanta e a própria Sampdoria. Será que CR7 conseguirá mais essa proeza?


Chineses a perigo
A 5ª rodada da Liga dos Campeões da Ásia, encerrada ontem, confirmou a classificação antecipada de 10 equipes: Zob Ahan e Al-Nassr (Grupo A), Al-Wadha e Al Itthiad (B), Al Hillal (C), Al Saad (D), Shandong Luneng (E), Sanfreece Hiroshima (F), Jeonbuk (G) e Ulsan Hyundai (H). O destaque negativo são os chineses Guanghzou Evergrade, Shanghai SIPG e Beijing Guoan, que chegarão na última rodada correndo risco de eliminação. Em tempo: dos 40 gols marcados na rodada, oito foram brasucas: Edmílson, Leandro Damião, Hulk, Pedro Júnior, Romarinho, Giuliano, Edgar Bruno e Leonardo da Silva, artilheiro do torneio com oito bolas nas redes.


De olho
Angelo Preciado

Veloz e com bom porte físico, Angelo Preciado (foto) deve ser uma das atrações do Equador na Copa América. Com 21 anos, o jogador do Independiente del Valle é lateral de origem, mas, em função de sua habilidade, também atua como armador e até mesmo improvisado como atacante pela direita. Revelado na base do América de Quito, ele se transferiu para o Independiente e em 2016 já estava no time de cima. Pela seleção, disputou o Mundial Sub-20 de 2017. No ano seguinte, já estreava na equipe principal. Em 2019, tem sido convocado pelo técnico Hernán Dario Goméz.


Publicidade