Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Ainda na briga

No Campeonato Inglês, Liverpool vence com gol no fim, reassume provisoriamente a liderança e seca o Manchester City. Bayern fica mais perto do título na Alemanha


postado em 05/05/2019 05:07

Em partida dramática, o Liverpool, de Robertson e Salah, fez 3 a 2 sobre o Newcastle e torce amanhã contra o rival na disputa pela taça(foto: LINDSEY PARNABY/AFP)
Em partida dramática, o Liverpool, de Robertson e Salah, fez 3 a 2 sobre o Newcastle e torce amanhã contra o rival na disputa pela taça (foto: LINDSEY PARNABY/AFP)


O Liverpool superou a “ressaca” da Liga dos Campeões no sufoco, venceu o Newcastle United ontem e irá para a última rodada do Campeonato Inglês com chance de ser campeão. Os comandados de Jurgen Klopp ganharam por 3 a 2, chegaram a 94 pontos e reassumiram a liderança, ainda que temporariamente. Van Dijk, Salah e Origi marcaram para os visitantes, enquanto Atsu e Rondón descontaram. Agora, os Reds secam o Manchester City, que tem 92 pontos e pode retomar a ponta da competição amanhã, quando recebe o Leicester City às 16h.

Na última rodada, o Liverpool encara o Wolverhampton, em casa, enquanto o City visita o Brighton. Os jogos ocorrerão simultaneamente no próximo domingo. Ontem, a vitória dos Reds foi dramática. Sem Firmino, lesionado, e Salah, que precisou deixar o gramado após choque com o goleiro rival na metade da etapa final, o Liverpoll conseguiu os três pontos aos 41min do segundo tempo, em jogada com definição de Origi, justamente o substituto do egípcio.

Não teve a mesma sorte o Tottenham. Apesar de boa produção ofensiva, a equipe de Mauricio Pochettino foi até o Dean Court para enfrentar o Bournemouth e perdeu por 1 a 0. Com dois a menos por todo o segundo tempo e abalado pela derrota em casa diante do Ajax no meio da semana pela Liga dos Campeões, o time permanece na terceira colocação, mas torce contra Chelsea e Arsenal, que jogam hoje. O Tottenham está com 70 pontos, contra 68 e 66, respectivamente, dos rivais. Com a derrota de ontem, adia para a última rodada a garantia (ou não) de sua vaga para a próxima Champions.

Na Alemanha, em duelo de opostos, deu a lógica. O Bayern de Munique deu mais um passo rumo à conquista do sétimo Campeonato Alemão consecutivo ao vencer o lanterna, Hannover, por 3 a 1, pela 32ª rodada. Na Allianz Arena, em Munique, nenhuma dificuldade para o líder, que está a quatro pontos do Borussia Dortmund (70), que não passou do empate por 2 a 2 com o Werder Bremen. Com mais um tropeço, as chances de título ficam cada vez mais difíceis. Outros resultados: Hertha 3 x 1 Stuttgart, Monchengladbach 2 x 2 Hoffenheim e Wolfsburg 2 x 0 Nurnberg.

Pelo Campeonato Espanhol, o Celta venceu um Barcelona cheio de reservas por 2 a 0 e ficou mais perto de escapar da degola. Campeão espanhol com antecedência, e ainda com a decisão da Copa do Rei e a semifinal da Liga dos Campeões pela frente, o técnico Ernesto Valverde não escalou seus principais jogadores. Já o vice-colocado, Atlético de Madrid, visitou o Espanyol e foi goleado por 3 a 0, com direito a gol contra do capitão Diego Godín, no Estádio Cornellà-El Prat. A derrota estacionou o time com 74 pontos na segunda colocação. Ainda assim, basta um empate para que os Colchoneros garantam o vice-campeonato. Eles não chegam a ser ameaçados pelo Real Madrid.

NEYMAR
Cercado de polêmica nos últimos dias, o Paris Saint-Germain entrou em campo e empatou com o Nice por 1 a 1, no Parque dos Príncipes, pela 35ª rodada do Campeonato Francês. Sem Mbappé, suspenso, e Thiago Silva, com problema no menisco, Neymar entrou em campo pela terceira vez seguida como titular após seu retorno. Marcou de pênalti o seu gol de número 50 com a camisa do PSG e sofreu outro, desperdiçado por Cavani. No último minuto do jogo, porém, um susto: o craque recebeu na área, dominou e bateu por cima do gol. Mas, no lance, recebeu dura entrada de Dante no pé direito, justamente o que estava lesionado. Caiu no gramado, gritou de dor, recebeu atendimento médico e reclamou com o zagueiro. Só se levantou alguns minutos depois. O lance teve revisão do VAR. Assim, Dante levou cartão amarelo e novo pênalti foi marcado.


Publicidade