Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Resultado histórico para o Brasil


postado em 25/04/2019 05:04

Calderano encara, hoje, o chinês Ma Long, bicampeão olímpico, pelas oitavas de final do Mundial(foto: FERENC ISZA/AFP)
Calderano encara, hoje, o chinês Ma Long, bicampeão olímpico, pelas oitavas de final do Mundial (foto: FERENC ISZA/AFP)


O carioca Hugo Calderano conseguiu um feito para o tênis de mesa brasileiro. Pela primeira vez, o país tem um representante nas oitavas de final do Mundial da modalidade. Calderano, de 22 anos, superou o indiano Sathiyan Gnasekaran, de 26, ontem, para obter a classificação, inédita. Sétimo do mundo, ele bateu o asiático por 4 a 0, parciais de 11/6, 11/3, 11/9 e 11/9.

O triunfo sobre o indiano foi o terceiro do mesatenista brasileiro no torneio, disputado em Budapeste, na Hungria. Ele já havia vencido o japonês Kazuhiro Yoshimura, por 4 a 2 (11/7, 14/12, 7/11, 10/12, 11/5 e 11/8), e na estreia, havia batido o argentino Horacio Cifuentes pelo mesmo placar (11/6, 9/11, 15/13, 11/7, 7/11 e 11/1).

Nas oitavas de final, hoje, Calderano enfrentará o chinês Ma Long, 11º no ranking da Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF). Ma Long é o atual campeão olímpico e bicampeão mundial (2015 e 2017).

Esta é a melhor campanha individual de Calderano em Mundiais (ele disputa a competição pela quarta vez), superando o desempenho na edição de 2017, na Alemanha. Na ocasião, o brasileiro chegou à terceira rodada depois de vencer o indiano Desai Harmeet e o iraniano Noshad Alamiyan. O jovem mesatenista parou no chinês Xu Xin, terceiro do ranking na época.

Pela primeira vez na história, o Brasil teve sete atletas na chave principal de um Mundial, que contou com a participação de 128 jogadores. Entretanto, ao fim de duas rodadas, apenas Calderano ainda se mantém na competição.

* Estagiário sob supervisão da subeditora Kelen Cristina


Publicidade