Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Bruno Soares ainda na briga em Mônaco


postado em 20/04/2019 05:06

A esperança de título do Brasil no Masters 1.000 de Montecarlo está depositada no belo-horizontino Bruno Soares, que, ao lado do britânico Jamie Murray, derrotou ontem a dupla formada pelo português João Sousa e o argentino Diego Schwartzman por 2 a 0 (parciais de 7/5 e 6/2) e se garantiu na semifinal do torneio disputado em quadras de saibro do Principado de Mônaco.

Cabeças de chave número 3 e em busca de melhores resultados na temporada para voltar ao Top 10 do ranking de duplistas, Bruno Soares e Murray precisaram de apenas 63 minutos para despachar os rivais e voltar a uma semifinal depois de três meses – o ATP 250 de Sidney, na Austrália, do qual foram campeões, foi a última competição em que os dois haviam chegado à luta por vaga em uma decisão.

Seus próximos adversários serão os holandeses Robin Haase e Wesley Koolhof, que superaram a parceria composta pelo moldávio Radu Albot e o georgiano Nikoloz Basilashivli por 2 a 0 (6/1 e 7/5).

“Está sendo uma semana boa, depois de termos sobrevivido ao domingo da primeira rodada, salvando três match points e com outro jogo duríssimo na segunda rodada. Foi muito no detalhe e a cada rodada a gente vem jogando melhor. Hoje (ontem) conseguimos jogar super bem. Foi muito importante sacar bem diante de dois devolvedores do saibro. Fomos bem ofensivos, não cedemos break point e pressionamos bem. Estou super feliz e vamos jogar em busca de mais uma final em Montecarlo”, afirmou Soares.

As outras duas duplas com brasileiros foram eliminadas. Parceiro do polonês Lukazs Kubot, o também mineiro Marcelo Melo foi superado em 1h21min pelos croatas Nikola Mektic e Franko Skugor em sets diretos, por 6/3 e 7/5. Eles entraram no torneio como cabeças de chave número 2 e são a sexta dupla mais bem ranqueada da ATP.

DESGASTE FÍSICO Já Marcelo Demoliner teve azar. O gaúcho não conseguiu sequer disputar o confronto com os argentinos Máximo Gonzales e Horacio Zeballos, pois seu parceiro, o russo Daniil Medvedev, desistiu de jogar em razão do desgaste físico – minutos antes, havia avançado à semifinal na chave de simples ao derrotar o número 1 do mundo Novak Djokovic por 2 a 1 em mais de duas horas em quadra e preferiu se poupar para o duelo de hoje, contra o sérvio Dusan Lajovic.


Publicidade