Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Últimos ajustes no palco da final

Atlético faz treino fechado no Independência e esconde a escalação, mas dificilmente terá Cazares amanhã. No Cruzeiro, a ordem é aproveitar os espaços que o time deve encontrar


postado em 19/04/2019 05:07

Zé Welison, que entrará no lugar de Adilson, diz que equipe alvinegra deve aproveitar o fato de estar mais acostumada ao Horto(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press %u2013 14/1/19)
Zé Welison, que entrará no lugar de Adilson, diz que equipe alvinegra deve aproveitar o fato de estar mais acostumada ao Horto (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press %u2013 14/1/19)

A presença do armador Cazares, do Atlético, na finalíssima do Campeonato Mineiro diante do Cruzeiro, amanhã, no Independência, está cada vez mais difícil. Ainda sem ir a campo desde o jogo de ida, no Mineirão, o equatoriano ficou em tratamento de dor na coxa esquerda e não participou do tr1eino de reconhecimento do gramado do estádio do Horto, ontem à tarde – atividade que foi fechada à imprensa.

Caso não esteja em campo hoje pela manhã, no último trabalho tático na Cidade do Galo, Cazares não estará apto para a final. Desta forma, o técnico Rodrigo Santana tem como opções os armadores Vinícius e Geuvânio e o atacante Maicon Bolt, que coincidentemente entraram no decorrer do jogo na derrota por 2 a 1, no fim de semana, na Pampulha, e foram elogiados pelo treinador.

Por outro lado, o zagueiro Réver e o meia-atacante Luan, recuperados de problemas físicos, devem estar prontos para a decisão. Ambos foram liberados pelos médicos para treinar com o restante do grupo depois de ficar um período sob orientação da fisioterapia.

CALDEIRÃO Para a vaga do volante Adilson, expulso no confronto de ida, Zé Welison será o titular. O jogador entende que o Galo deve aproveitar o fato de conhecer bem o Independência para vencer o Cruzeiro e conquistar o título. “Já estou adaptado a jogar no nosso estádio. A gente sabe que é um caldeirão, a torcida está sempre presente. Espero que possamos voltar ao estádio com uma vitória e, consequentemente, o título”, afirmou o volante, que dá pistas do caminho que o alvinegro deve optar amanhã: “Temos que impor nossa força física para a qualidade sobressair, pois sabemos da qualidade do nosso rival. Fazendo isso, vamos ter chances de buscar a vitória, que é o que nos interessa”.

Zé Welison espera que o grupo alvinegro consiga render bem na partida decisiva: “Sabemos que os nervos de todos estarão à flor da pele. Temos que entrar em campo muito concentrados. Na primeira partida, realmente não foi o resultado que queríamos, mas temos plenas condições de inverter esse resultado”.

 

Enquanto isso...

 

...Mudança na arbitragem

 

O árbitro paulista Leandro Bizzio Marinho, de 40 anos, apitará a finalíssima de amanhã entre Atlético e Cruzeiro, no Independência. Sorteado ontem à tarde na Federação Mineira (FMF), ele ocupará o posto do gaúcho Jean Pierre Gonçalves, que pediu dispensa alegando ter sofrido lesão muscular na panturrilha esquerda na decisão do Campeonato Gaúcho, entre Grêmio e Internacional, na noite de quarta-feira. Estreante no clássico mineiro, Leandro Bizzio terá como assistentes Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Júnior, ambos do Rio Grande do Sul. O árbitro de vídeo será o também gaúcho Leandro Pedro Vuaden.


Publicidade