Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Cada vez mais perto das oitavas

Cruzeiro bate o Emelec no Equador por 1 a 0, vence o terceiro jogo seguido e encaminha classificação. Vaga pode ser sacramentada na quarta-feira, contra o Huracán, no Mineirão


postado em 04/04/2019 05:08

Autor de um golaço, Rodriguinho é abraçado por Robinho depois de balançar a rede(foto: RODRIGO BUENDIA /AFP)
Autor de um golaço, Rodriguinho é abraçado por Robinho depois de balançar a rede (foto: RODRIGO BUENDIA /AFP)


O Cruzeiro criou mais, porém, o gol de Rodriguinho aos 32min de jogo bastou para que vencesse o Emelec-EQU por 1 a 0, ontem à noite, em Guayaquil, resultado que deixa a equipe celeste muito perto da classificação às oitavas de final da Copa Libertadores. Com três vitórias em três partidas, tentará manter os 100% e confirmar a vaga diante do Huracán-ARG, quarta-feira, no Mineirão.

Antes, porém, voltará as atenções para o Campeonato Mineiro, pelo qual faz o jogo de volta das semifinais contra o América, sábado, às 19h, no Mineirão. Como ganhou o duelo de ida por 3 a 2, no Independência, pode perder por até um gol de diferença que estará na final. “Tivemos dificuldades para aproveitar mais chances e tivemos de segurar a pressão, mas valeu. Os três pontos nos dão tranquilidade para definirmos em casa a nossa classificação”, afirmou Rodriguinho, que chegou ao sétimo gol com a camisa celeste, sendo três na Libertadores e quatro no Estadual.

Realmente, a vitória poderia ter sido um pouco mais tranquila, mas desde o começo o jogo foi bastante disputado, principalmente porque os times erraram muito e cometeram muitas faltas. Aos 20min, a Raposa até colocou a bola na rede, contudo, a partida já estava parada devido a impedimento de Rodriguinho.

Doze minutos mais tarde, o camisa 23 abriu o placar, mostrando toda a sua categoria. Henrique desviou falta da direita e o armador dominou tirando o zagueiro e, na sequência, tocou por cima do goleiro. O Emelec só ameaçou em dois chutes de fora da área. Em ambos, Fábio pegou firme.

CHANCES
No segundo tempo, os equatorianos tentaram pressionar e também foram às redes em lance anulado por impedimento, de Brayan Angulo, aos 8min. Mas o Cruzeiro mostrou estar vivo e aos 15 ameaçou em cabeçada de Dedé. Já aos 21, Robinho tabelou com Fred e só parou no goleiro.

Os donos da casa voltaram a ameaçar aos 32, em chute de Arce que Fábio teve de rebater. Como o gol não saiu, a torcida equatoriana passou a atirar objetos no gramado, como copos, que foram recolhidos pelo árbitro. Nos acréscimos, Luna recebeu cartão vermelho por pontapé em Rafinha na lateral do campo. O mesmo Rafinha perdeu gol incrível no último lance do jogo – ele recebeu livre na área, contudo, bateu por cima.

Com todas as dificuldades, nada mais justo que os cruzeirenses comemorassem bastante a vitória. “A Libertadores vai ensinando a equipe a se comportar. Para este jogo, trouxemos ensinamentos da partida em Buenos Aires (contra o Huracán), do jogo em casa (contra o venezuelano Deportivo Lara). Precisamos evoluir mais, como na construção de jogadas, até porque como visitante elas são mesmo menores e precisamos aproveitá-las melhor”, argumentou o técnico Mano Menezes, que destacou a importância dos três pontos conquistados no Equador.

Ele não confirmou se vai poupar atletas diante do América, pensando no compromisso pela Libertadores. O certo é que só terá a sexta-feira para preparar a equipe que jogará pelo Estadual e mostra preocupação com o cansaço. Ainda faz um apelo à China Azul: “Precisamos do apoio do torcedor. Ele vai dar a força para a equipe conseguir o resultado que nos interessa, que nos ajudará na classificação”.


FICHA TÉCNICA
EMELEC 0 X 1 CRUZEIRO

Emelec: Dreer; Caicedo, Jaime, Vega e Estacio; Godoy, Queiroz, Lopez Pissano (Luna 20 do 2º) e Guerrero (Arce 17 do 2º); Cabezas (Daniel Angulo 32 do 2º) e Brayan Angulo
Técnico: Mariano Sosso
Cruzeiro: Fábio; Edílson, Dedé, Leo e Dodô (Egídio 37 do 2º); Henrique, Lucas Romero, Robinho, Rodriguinho (Rafinha 19 do 2º) e Marquinhos Gabriel (Fabrício Bruno 34 do 2º); Fred
Técnico: Mano Menezes
3ª rodada do Grupo B da Libertadores
Estádio: George Campwell
Gol: Rodriguinho 32 do 1º
Árbitro: Victor Carillo (PER)
Assistentes: Jonny Bossio e Victor Raez (PER)
Cartão amarelo: Lucas Romero, Edílson, Dodô, Caocedo, Jaime e Brayan Angulo
Cartão vermelho: Luna


ESTRELADA...
PEDRO ROCHA EM BH

Novo reforço do Cruzeiro, o atacante Pedro Rocha (foto) tem previsão de chegada hoje, às 10h15, no aeroporto de Confins. Ontem, em entrevista ao site do clube, ele se disse feliz por voltar ao Brasil e “vestir a camisa de um gigante do futebol brasileiro”. O jogador foi cedido pelo Spartak Moscou (que detém seus direitos econômicos) até dezembro. O clube celeste pagará cerca de R$ 3,2 milhões pelo empréstimo e já negocia para seguir com Pedro Rocha em 2020. Ele só poderá ser inscrito na Libertadores a partir das oitavas.


Flamengo e Inter frustram os torcedores

Em jogo que começou manchado por conflito entre torcidas – 40 uruguaios foram detidos horas antes, no Leme –, o Flamengo decepcionou os quase 67 mil torcedores que foram ao Maracanã ao ser derrotado pelo Peñarol, ontem à noite, por 1 a 0. Com isso, perdeu a liderança do Grupo D da Copa Libertadores justamente para os aurinegros, que também somam 6 pontos, mas levam vantagem no saldo de gols.

O gol da partida foi marcado por Viatri, de cabeça, aos 42min do segundo tempo. O rubro-negro já estava com 10 jogadores em campo, pois aos 29 o atacante Gabigol foi expulso após entrada violenta em adversário.

Outro brasileiro que não se deu bem ontem foi o Internacional, que chegou a abrir 2 a 0 no placar, mas cedeu empate ao argentino River Plate, no Beira-Rio, que teve 47.012 presentes (43.911 pagantes), público recorde depois da reforma. Apesar do tropeço, o Colorado segue na liderança do Grupo A, com 7 pontos, quatro a mais que os Millonarios (que ainda não venceram) e três a mais que o vice-líder Palestino, do Chile. O peruano Alianza Lima é o lanterna, com apenas 1 ponto.

Nico López abriu o placar para os donos da casa aos 17min. Edenílson ampliou aos 30, e o ex-atleticano Lucas Pratto diminuiu 11 minutos depois. Aos 15 da etapa final, De La Cruz acertou bela cobrança de falta e deixou tudo igual.

HOJE À NOITE
Outro gaúcho, o Grêmio, entra em campo hoje, às 19h (de Brasília), em Santiago, no Chile, para enfrentar a Universidad Católica tentando se livrar da incômoda lanterna do Grupo H. Com apenas 1 ponto, dois a menos que os chilenos, é essencial ao tricolor somar pontos para se manter na briga por uma vaga nas oitavas de final da competição.

O líder da chave é o Libertad, que, com 100% de aproveitamento, soma 6 pontos. Os paraguaios também jogam nesta noite: às 21h, recebem o Rosario Central-ARG, que também soma apenas 1 ponto.

Para buscar a primeira vitória, o Grêmio conta com a volta de Geromel, recuperado de lesão muscular na coxa direita. Ele formará novamente a tradicional dupla de zaga com Kannemann. E terá também o talento de Luan, que quer o time concentrado no jogo: “Precisamos estar bem preparados, e a cabeça é importante para isso. Temos que encarar os jogos como uma decisão para sairmos vitoriosos”.


Publicidade