Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Aos poucos, VAR se espalha pelo Brasil


postado em 02/04/2019 05:06

A principal novidade no futebol brasileiro deste ano, o árbitro de vídeo (VAR) está bastante atuante nos campeonatos estaduais pelo Brasil. Até agora, 19 partidas de quatro competições (Paulista, Carioca, Mineiro e Gaúcho) já contaram com a tecnologia, que propiciou que 10 diferentes lances tivessem a decisão revista pelo árbitro de campo.
 
O jogo com maior atuação do VAR foi no sábado, pelo Mineiro. Em Varginha, o Boa empatou sem gols com o Atlético, pela partida de ida da semifinal, após o Galo ter três lances definidos com o auxílio da tecnologia. Os assistentes anularam dois gols do time alvinegro e definiram ainda a expulsão do volante José Welison, após análise das imagens.
 
No entanto, o estadual com mais decisões revistas pelo VAR foi o do Rio de Janeiro. A tecnologia foi utilizada nas semifinais e finais tanto da Taça Guanabara (primeiro turno) como da Taça Rio (segundo turno). Quatro lances tiveram a decisão revista depois de os auxiliares reavaliarem as imagens mostradas pela televisão.
 
O Paulistão passou a contar com o árbitro de vídeo nas quartas de final e teve três lances alterados. No mesmo estadual, a tecnologia foi utilizada para referendar outras duas decisões. No Morumbi, na partida entre São Paulo e Ituano, os assistentes confirmaram que não houve pênalti em Everton Felipe. Outro lance foi no encontro entre Corinthians e Ferroviária, no Itaquerão. O árbitro assinalou impedimento de Gustavo e depois confirmou a marcação.
 
Pelas próximas semanas, a reta final dos estaduais terá mais jogos com a participação do VAR. Ao todo, a tecnologia estará presente em mais de 40 partidas de 10 campeonatos regionais. 
 
Fora as fases finais do Mineiro, Paulista e Carioca, a tecnologia será utilizada nas decisões do Catarinense, Goiano, Cearense, Paraibano, Baiano e, por fim, no Gaúcho, torneio em que o VAR também já foi utilizado no clássico entre Grêmio e Internacional, pela primeira fase – não chegou a ser acionado –, e voltará a estar presente na final.
 
Confira no quadro ao lado os lances alterados pelo árbitro de vídeo nos estaduais.


CAMPEONATO MINEIRO

O VAR esteve presente até agora 
nas duas primeiras semifinais

» Boa x Atlético - Árbitro de vídeo anulou dois gols do Galo e decidiu a expulsão de José Welison.

 
CAMPEONATO PAULISTA

Tecnologia atuou até agora em 10 partidas

Quartas de final
» Santos x Red Bull Brasil - Arbitragem consultou e anulou gol do santista Diego Pituca.

» Palmeiras x Novorizontino - Imagens detectaram toque de mão do zagueiro Éverton Sena. Árbitro marcou pênalti para o Palmeiras.

Semifinal
» São Paulo x Palmeiras - Após considerar que houve pênalti de Reinaldo em Dudu, decisão é cancelada após revisão das imagens.

 CAMPEONATO CARIOCA

Árbitro de vídeo teve atuação em seis jogos

» Final da Taça Guanabara
Fluminense x Vasco - Arbitragem analisa lances de confusão na área. Luciano, do Fluminense, acaba expulso.

» Semifinal da Taça Rio
Flamengo x Fluminense - Vídeo determina falta em Rodrigo Caio para anular gol do Fluminense. No segundo tempo, imagens ajudaram a marcar pênalti para o time tricolor.

» Semifinal da Taça Rio
Bangu x Vasco - Gol de Anderson Lessa, do Bangu, foi anulado no segundo tempo após revisão constatar impedimento.
 
 CAMPEONATO GAÚCHO

Tecnologia esteve à disposição do Gre-Nal da primeira fase, mas não foi utilizada.


Publicidade