Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Pronto para a vaga

Empolgado com a chance de ser o titular amanhã, contra o Boa, Maicon Bolt quer acabar com a %u2018assombração%u2019 da ponta esquerda


postado em 29/03/2019 05:07

"Se o Levir me escolher, eu preciso entrar e fazer algo diferente" Maicon Bolt, atacante alvinegro (foto: Bruno Cantini/Atlético)



O atacante Maicon Bolt deverá ser a grande novidade da equipe atleticana no primeiro jogo da semifinal contra o Boa, em Varginha, amanhã, às 18h. Recuperado de lesão na coxa direita, o atacante de 29 anos treinou na equipe principal durante a semana e surge como um dos grandes candidatos a ocupar a ponta esquerda, que já teve Chará, Elias e David Terans como titulares, além do próprio Bolt, antes de se machucar. O jogador espera “poder acabar com essa assombração que está ali daquele lado, que está sempre trocando, sempre trocando”.

Ontem, o técnico Levir Culpi manteve o mistério sobre quais jogadores estarão no jogo em Varginha. Antes da atividade, fechada para a imprensa, Bolt falou sobre o desejo de assumir a vaga de titular e conseguir uma sequência na equipe.

“Ainda não estou 100% (fisicamente), devido à lesão, devido à virose. Mas eu preciso jogar. A gente só vai ganhando a forma física se estiver jogando, se estiver treinando forte. O Levir me colocou (como titular no treinamento de quarta), mas não sei o que vai acontecer, sinceramente. Do mesmo jeito que ele me colocou, ele pode me tirar. Mas eu fico feliz por ter essa oportunidade, de estar jogando com a primeira equipe, de poder treinar”, comemorou.

Para assumir a posição e conseguir sequência, Bolt já tem uma estratégia traçada. “Se o Levir me escolher, eu preciso entrar e fazer algo diferente. Fazer algumas jogadas que talvez o time não esteja fazendo, buscar coisas diferentes para poder chamar atenção do Levir, chamar a atenção da torcida, para poder me abraçar e me ajudar nesse momento”, avisou.

DISPUTA Se escalar a equipe que treinou nessa quarta-feira, Levir Culpi mandará a campo uma formação com Victor; Guga, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison e Jair; Luan, Cazares e Maicon Bolt; Ricardo Oliveira.

A única mudança em relação ao time que venceu por 3 a 1 o Tupynambás, no último domingo, no Mineirão, pelas quartas de final do Estadual, é a entrada de Bolt na vaga de David Terans. A disputa pela ponta esquerda segue aberta e ainda tem nomes como Elias, Geuvânio e Yimmi Chará como concorrentes.

“O Chará está voltando da seleção (da Colômbia), tem o Terans... E ainda chegou o Geuvânio também, né? Mais um para disputar essa posição. Quem tem a ganhar é o Galo, com muitas opções”, avaliou Bolt, que disse que quer “acabar com essa assombração” que afeta o lado esquerdo do ataque alvinegro. Afinal, ninguém se firmou por lá nesta temporada.

INSPIRAÇÃO Para ser titular, Maicon Bolt tem um companheiro de time como inspiração: Luan. “Tenho (preocupação de manter nível físico em alta), porque aqui no Brasil é isso: é cobrança. A gente não pode relaxar em momento algum. Tem que manter sempre em alta. Vejo o Luan, que é intenso toda hora. A intensidade dele é muito alta. É isso que é fazer a diferença: você estar no mesmo nível do seu companheiro, buscar estar sempre em alta intensidade para estar sempre fazendo boas partidas”, disse.

 

 

ATLETICANAS...
Peixe de olho no artilheiro

Em entrevista coletiva ontem, o presidente do Santos, José Carlos Peres, revelou o interesse em contratar o artilheiro alvinegro Ricardo Oliveira, ex-santista. Mas, se quiser levar o camisa 9 para a Vila Belmiro, terá que pagar algo em torno de R$ 200 milhões de multa rescisória. Além disso, o diretor de futebol alvinegro, Marques, disse que o Atlético não tem interesse em negociar o atacante.

Adílson não deve jogar
Desfalque contra o Tupynambás, o volante Adílson segue em tratamento de lesão no joelho direito e deve ficar fora da partida em Varginha.


Publicidade