Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

O último semifinalista

América e Caldense decidem hoje à noite, no Independência, o quarto classificado e os cruzamentos da próxima fase do Estadual. No time do Coelho, ordem é evitar os pênaltis


postado em 25/03/2019 05:06

Prata da casa, Ronaldo ocupará a lateral direita do time americano pela segunda partida consecutiva(foto: João Zebral / América)
Prata da casa, Ronaldo ocupará a lateral direita do time americano pela segunda partida consecutiva (foto: João Zebral / América)

Hora da verdade. Assim o América encara o jogo de hoje, às 20h, no Independência, contra a Caldense, no último duelo das quartas de final do Campeonato Mineiro. O resultado dessa partida definirá os cruzamentos da próxima fase. Se o Coelho for o vencedor, ele fará a semifinal com o Cruzeiro e o Atlético vai encarar o Boa. Mas se a Caldense avançar, os confrontos serão Atlético x Calde nse e Cruzeiro x Boa, segundo as posições das equipes na primeira etapa do Estadual.

Existe um temor por parte dos americanos: em caso de empate no tempo regularmentar, a partida será decidida nos pênaltis. Ninguém quer esse tipo de emoção nesta noite.  “Temos de decidir no tempo normal, pois pênalti é loteria. Não podemos arriscar. Vai que é nosso dia de azar. Não quero nem pensar”, diz o presidente do clube, Marcos Salum. É esse também o pensamento dos jogadores. “Nâo é bom nem pensar nisso”, destacou o atacante Marcelo Toscano.

Por precaução, o técnico Givanildo Oliveira tem treinado pênaltis desde a sexta-feira. Matheusinho, João Paulo, Zé Ricardo, Toscano, Juninho, Júnior Viçosa e Felipe Azevedo são os que permaneceram mais tempo trabalhando as cobranças, ao lado dos goleiros Fernando Leal e Glauco.

Givanildo não poderá contar com o lateral-direito Leandro Silva, que sofreu um estiramento na coxa esquerda. Ele será substituído por Ronaldo, que enfrentou o Guarani no meio de semana e conta com a confiança do treinador. “O Leandro tem característica diferente da do Ronaldo. É mais experiente. O Ronaldo, por sua vez, é bastante técnico e tem muita força física. Foi bem na quarta e poderá repetir a atuação”, destaca o comandante americano.

Nas últimas duas partidas, ele se viu preocupado com o sistema defensivo do Coelho. Por isso, vem pedindo aos jogadores do setor mais atenção. “No clássico contra o Atlético, ficamos com um a menos e estávamos jogando de igual para igual. Perdemos por causa de uma desatenção. Contra o Guarani, estávamos vencendo por 2 a 0, com um a mais e sofremos o empate. Espero que todos tenham aprendido a lição. Não podemos esconder que falhamos nos últimos gols que sofremos. O adversário pode falhar, e quero que falhe mais do que a gente.”

A Caldense foi o adversário do América na estreia do Mineiro. Houve empate em 1 a 1, em Poços de Caldas. Givanildo diz que, agora, a situação é outra: “O time da Caldense mudou tanto que até o treinador é outro. Alguns jogadores que eram reservas agora são titulares. Só isso já muda a situação de momento. Além do mais, é uma fase decisiva. Eles sabem que, se passarem por nós, estarão entre os quatro melhores. Tudo isso faz com que o jogo fique mais forte, mais pegado, exigindo mais cuidado dos dois lados. Precisamos ter atenção com e sem a bola. Se tivermos essa atenção e boa movimentação, ficaremos mais tempo com a posse e com maiores chances de vencer”.

VAR Pela primeira vez no Mineiro’2019 será utilizado o VAR, recurso de árbitro de vídeo. Pelo regulamento, o sistema será obrigatório a partir das semifinais, mas, como ainda não foi utilizada no Independência, a tecnologia será testada nesta noite.

América
Fernando Leal; Ronaldo, Paulão, Diego Jussani e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho e Matheusinho; Marcelo Toscano, Júnior Viçosa e Felipe Azevedo (Neto Berola)
Técnico: Givanildo Oliveira


Caldense

Omar; Carlinhos, Renato Silveira, Rodolfo e Edu Pina; Renan Ribeiro, Baiano, Romário e Judson; Júlio e Salatiel
Técnico: Mauro Fernandes

Quartas de final do Mineiro

Estádio: Independência
Horário: 20h
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima
Assistentes: Márcio Eustáquio Souza Santiago e Marcos Vinícios Gomes
Americanos pendurados: Paulão, Juninho e Júnior Viçosa
TV: Pay-per-view


O adversário

Caldense
treina pênaltis

A Caldense chegou a Belo Horizonte na noite de sexta-feira e o técnico Mauro Fernandes mostra confiança em seu time. A Veterana fez dois treinos na capital mineira: sábado, na Cidade do Galo, e ontem, na Toca da Raposa II. O treinador deu ênfase aos cruzamentos, às cobranças de falta e de pênaltis. “Pode ser um lance que vai decidir o jogo”, diz Mauro. Durante as atividades, o comandante da Caldense testou três formações . “É preciso ter variantes quando se joga uma decisão”, afirmou. A Veterana sonha com uma vitória hoje, o que significaria, além da passagem às semifinais do Estadual, vaga na Copa Brasil. (ID)


Publicidade