Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Vai precisar desequilibrar


postado em 23/03/2019 05:08

Minas, do atacante Flávio, pega o Sesc nas quartas de final: empatados em quase tudo(foto: GLADYSTON RODRIGUES/EM/D.A PRESS - 6/9/18)
Minas, do atacante Flávio, pega o Sesc nas quartas de final: empatados em quase tudo (foto: GLADYSTON RODRIGUES/EM/D.A PRESS - 6/9/18)


Num dos confrontos mais equilibrados do vôlei brasileiro, Minas e Sesc-RJ abrem hoje a série melhor de três pelas quartas de final da Superliga Masculina. A partida será às 14h30, no Ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro. Os clubes terminaram a fase de classificação com igualdade em quase tudo. Também neste sábado começam outros dois duelos, Taubaté-SP x Campinas, às 11h30, em Taubaté, e Sesi-SP x Itapetininga-SP, às 21h30, em São Paulo. A primeira rodada da segunda fase do torneio se encerrará amanhã, com Cruzeiro x Maringá, às 19h, no Ginásio Riachão, em Contagem.

Sesc e Minas terminaram a etapa classificatória empatados em 39 pontos, ambos com 13 vitórias e nove derrotas. A definição do quarto lugar para a equipe carioca foi pelo melhor saldo de sets: 30, contra 13 do MTC. O Sesc venceu 54 sets e perdeu 26, enquanto o time mineiro ganhou 51 e foi batido em 38. No saldo de pontos, a diferença foi muito próxima: 84 a 59. Enquanto a equipe do Rio marcou 2.033, o Minas fez 1.983. Na defesa, o Sesc sofreu 1.949 pontos, 25 a mais que o MTC.

O equilíbrio aparece nos três jogos que fizeram na temporada. No turno da Superliga, no Rio, os donos da casa venceram por 3 a 1. O placar se repetiu no returno, em BH, mas a favor do Minas. O terceiro embate foi em Lages, Rio Grande do Sul, pelas semifinais da Copa Brasil. Minas 3 a 2.

Existe ainda semelhança no aproveitamento dos jogadores. Os meios de rede estão bem nas estatísticas. No bloqueio, Flávio, do Minas, marcou 58 pontos, enquanto o campeão olímpico Maurício Souza, do Sesc, fez 56. Flávio é o segundo melhor atacante, com 67% de eficiência. Lucão, do Taubaté, lidera (68%). O destaque do Sesc é o oposto Wallace, ex-Cruzeiro, maior pontuador, com 361 pontos. Ele é o segundo em saques. Mas o Minas tem o levantador Marlon, que está na Seleção do torneio.

RESPEITO MÚTUO “Reforçamos nos treinos o que fizemos de bom nos últimos jogos. O foco é na parte técnica e individual, já que é importante todos estarem bem. Temos de reforçar nosso trabalho coletivo. Vencer será importante, pois nos daria a oportunidade de decidir em casa”, diz Flávio. A segunda partida será na quarta-feira, em BH. Por sua vez, Maurício Souza projeta decisão em três partidas. “Será uma série muito difícil. O histórico mostra o nivelamento entre os times. Mas o nosso está crescendo e, o que é mais importante, na hora certa.”


Publicidade