Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Agora não pode vacilar


postado em 21/03/2019 05:12

O América, de Berola, ficou no 2 a 2 com o Guarani e enfrentará a Caldense pelas quartas(foto: Mourão Panda /América)
O América, de Berola, ficou no 2 a 2 com o Guarani e enfrentará a Caldense pelas quartas (foto: Mourão Panda /América)


Num jogo que esteve à altura do baixo público – apenas 1.029 torcedores foram ao Independência, em sua pior bilheteria neste ano –, América e Guarani empataram ontem em 2 a 2, o que manteve o Coelho no terceiro lugar do Campeonato Mineiro e rebaixou o Guarani. O representante de Divinópolis terminou empatado com a URT, com 10 pontos, mas perdeu no critério de desempate – tinha uma vitória a menos que a equipe de Patos de Minas.

O que se viu no Independência foi um time desinteressado, o América, já que, mesmo se perdesse a partida, sua situação não se alteraria. Do outro lado, ao contrário, um visitante disposto a lutar e tentar fugir do rebaixamento – subiu da Segunda Divisão no ano passado. Mesmo com 10 jogadores, já que o lateral-esquerdo Vitão foi expulso no primeiro minuto do segundo tempo por jogada violenta, buscou o gol o tempo todo. Chegou a estar perdendo por 2 a 0, conseguiu o empate e por pouco não virou o placar.

Os gols americanos foram de Neto Berola, aos 44min, em jogada espetacular, ao driblar cinco adversários, partindo da direita, e França, aos 22min do segundo tempo. Elder, de cabeça, aos 31min da etapa final, e Paulão, aproveitando um rebote do goleiro Fernando Leal, empatou aos 38min.

A derrota no clássico contra o Atlético, domingo, teve reflexos no duelo de ontem. Os poucos torcedores que foram ao campo mostravam desconfiança. “Falta um camisa 10 para ser titular. O reserva já tem”, disse o administrador de empresas Emerson Giovanini, de 38 anos, criticando o armador Matheusinho, que ficou de fora por ter sido expulso diante do Galo.

O questionamento do torcedor americano, a partir de repetidas manifestações no Horto no duelo com o Guarani, é quanto à instabilidade do time. Os protestos se intensificaram no fim, quando a pressão maior era do adversário. O alviverde deixou o campo sob vaias.

A cobrança é para que o Coelho se reequilibre no confronto de segunda-feira com a Caldense, no Independência, pelas quartas de final. O próximo rival terminou na sexta posição. O engenheiro Achiles Thomaz Coimbra, de 48 anos, pede cuidado redobrado. “O problema de um jogo assim é que ele pode terminar empatado e a decisão será nos pênaltis. Um azar e o América estará eliminado. Não se pode dar sopa para o azar. Tem de melhorar muito.”

PÉSSIMO PÚBLICO O empate entre América e Guarani representa o pior público do Independência neste ano e também a menor renda: R$ 2.940. O mais baixo público da competição foi na vitória do Tombense sobre o Guarani por 2 a 0, disputado em Juiz de Fora, acompanhado por apenas 220 pessoas, com renda de R$ 2.930.


FICHA TÉCNICA
América 2 X 2 Guarani

América: Fernando Leal; Ronaldo, Paulão, Diego Jussani e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho (Moretti, 40 do 1º) e Marcelo Toscano; Neto Berola (França, 18 do 2º), Júnior Viçosa e Felipe Azevedo
Técnico: Givanildo Oliveira
Guarani: Leandro; Rodrigo Dias, Paulão, Reniê (Diego Silva, intervalo) e Vitão; Elder, Alemão, Yuri, Ewerton Maradona (Paulo Morais, 8 do 2º) e Magalhães; e Pedrinho (Katatau, 25 do 2º)
Técnico: Gian Rodrigues
11ª rodada do Campeonato Mineiro
Estádio: Independência
Gols: Neto Berola, 44 do 1º; França 22, Elder 31 e Paulão 38 do 2º
Árbitro: Paulo César Zanovelli da Silva
Assistentes: Leonardo Henrique Pereira e Pedro Araújo Dias Costa
Cartão amarelo: Zé Ricardo, Marcelo Toscano
Cartão vermelho: Vitão
Pagantes: 1.029
Renda: R$ 2.940


Publicidade