Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Aposta na joia alviverde


postado em 11/03/2019 05:06

Matheusinho, líder em assistências no Estadual, é uma das esperanças do Coelho no clássico com o Galo(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press - 24/1/19)
Matheusinho, líder em assistências no Estadual, é uma das esperanças do Coelho no clássico com o Galo (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press - 24/1/19)


Joia da base do América, Matheusinho quebrou no sábado um jejum de quase dois anos do Coelho sem marcar gols de falta. A bela cobrança, no ângulo esquerdo do goleiro Renan Rinaldi, selou o triunfo por 2 a 0 sobre o Tupynambás, no Independência, placar que mantém a equipe na briga pela liderança do Mineiro, com 21 pontos – um a menos que o Atlético, adversário de domingo, às 16h, no Mineirão, pela penúltima rodada da fase de classificação do Estadual.

O golaço aos 46min do segundo tempo é fruto de treinamento sistemático, segundo Matheusinho. “Venho cobrando faltas no fim dos treinos e, graças a Deus, fiz esse gol e ajudei o América. Agora é clássico, encarar a semana bem concentrado para fazer um belo jogo”, afirmou o jogador de 21 anos, uma das peças mais importantes no esquema do Coelho.

Além do gol, Matheusinho é um dos líderes de assistências do campeonato. Foi dele o cruzamento para Júnior Viçosa abrir o placar, sábado, no início do jogo. “É um jogador habilidoso, com uma condição muito boa. Desde que o Matheusinho subiu, eu tenho acompanhado, agora como treinador dele, que também fui antes, estou vendo (a evolução)”, afirmou o técnico Givanildo Oliveira.

“Ele desafogou a gente, já estava nos acréscimos. Desafogou porque ele tem treinado, tem batido falta quase todo dia nos treinos, junto com os outros. Ele é o batedor e teve a felicidade de acertar. Ali matou de vez o jogo. É um jogador habilidoso e está usando isso”, acrescentou o treinador

Na temporada 2019, o habitual encarregado das bolas paradas no América é Marcelo Toscano. Contra o Tupynambás, ele até teve uma chance na etapa complementar, mas carimbou a bola na barreira. Apesar de ser um bom finalizador de média distância, o atual camisa 7 jamais balançou a rede em tiro livre nas duas passagens pelo clube.

CLÁSSICO
A vitória do fim de semana também ajudou o alviverde a superar a eliminação na Copa do Brasil, quando perdeu para o Juventude por 2 a 1, em Caxias do Sul. A partir de hoje, Givanildo terá uma semana inteira para armar a estratégia para tentar tirar a liderança do Galo, no Mineirão

“Nós estamos em segundo lugar, numa situação boa. Todo mundo quer ser primeiro, ninguém quer ser segundo ou terceiro. Mas o Atlético jogou bem, mesmo com time misto, assisti a uma parte do jogo (da vitória sobre o Patrocinense, por 1 a 0). No segundo tempo, o Atlético mereceu ganhar. Mas estamos ali, somos nós e eles. No domingo que vem veremos quem chegará para ficar em primeiro”.

Depois do domingo de folga, os jogadores se reapresentam hoje no CT Lanna Drumond. A dúvida é sobre a presença do volante Christian, que machucou a clavícula e será reavaliado. Zé Ricardo, que cumpriu suspensão diante do adversário de Juiz de Fora, volta ao time.


Publicidade