Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Com a marca do goleador

Atlético marca no fim diante do Patrocinense fora de casa e mantém a liderança do Mineiro. Estrela de Alerrandro volta a brilhar na quinta vitória seguida dos reservas


postado em 10/03/2019 05:06

Jogadores comemoram o triunfo no Alto Paranaíba: assistência foi do lateral-direito Guga, que mais uma vez atuou bem(foto: Fotos: BRUNO CANTINI/ATLÉTICO/DIVULGAÇÃO)
Jogadores comemoram o triunfo no Alto Paranaíba: assistência foi do lateral-direito Guga, que mais uma vez atuou bem (foto: Fotos: BRUNO CANTINI/ATLÉTICO/DIVULGAÇÃO)



A fase positiva do Atlético no Campeonato Mineiro tem a importante contribuição de um jogador que completou 19 anos em janeiro. Mineiro de Lavras, o atacante Alerrandro voltou a ser o herói alvinegro ao marcar, aos 45min do segundo tempo, o gol da vitória sobre o Patrocinense por 1 a 0, em Patrocínio, resultado que manteve o Galo na liderança da competição, a duas rodadas do fim da fase classificatória. O alvinegro ainda quebrou invencibilidade de quase três anos do time do Alto Paranaíba em casa, além de chegar à quinta vitória seguida com uma formação reserva.

Alerrandro chegou aos mesmos cinco gols do atacante Ricardo Oliveira no Estadual. O prata da casa já havia marcado duas vezes diante do Villa, uma contra o Tupi e outra diante do Guarani, todas no Independência. No jogo de ontem, ele poderia ter balançado as redes mais uma vez, mas o assistente Ricardo Junio de Souza assinalou impedimento duvidoso do lateral-direito Guga na jogada que antecedeu o gol do centroavante, em lance muito parecido ao que foi validado. A reclamação dos atleticanos foi intensa.

Feliz com a atuação, Alerrandro dividiu os méritos com Guga, que fez o cruzamento no fim da etapa final. “Agradeço muito por este início de ano. Hoje, a gente tem que ressaltar o Guga. Estava dentro da pequena área, podia fazer o gol e rolou pra mim. É o espírito do grupo. A gente é uma família. Foi aquele famoso ‘faz e me abraça’. Eu estava sozinho, ele viu. Uns 95% do gol pra ele”.

A vitória de ontem foi fundamental para melhorar o ambiente para o importante duelo de terça-feira pela Copa Libertadores, diante do Nacional-URU, em Montevidéu. Depois de estrear com derrota no Mineirão para o Cerro Porteño, o time precisa pontuar para não comprometer a classificação às oitavas de final mais à frente.

O volante Adílson disse que o grupo cumpriu bem a meta de seguir com o alvinegro na ponta do Estadual e fala do clima para o confronto no Uruguai, quando ele estará suspenso: “Queríamos manter a liderança a todo custo e levar um ambiente mais positivo para o jogo de terça-feira. O papel foi cumprido. A rapaziada foi bem, correu bastante e estamos levando a vitória para Belo Horizonte”.

 

 

Apesar do resultado positivo em Patrocínio, o armador Vinícius fez críticas à qualidade do gramado, que, segundo ele, estava alto: “O campo, sem dúvida, foi a principal dificuldade. Fazia tempo que eu não jogava nessas condições. Mas a gente sabe que tem de superar as dificuldades. Vale ressaltar que o Patrocinense é o melhor do interior. Mas fomos persistentes e, apesar de o jogo ter sido complicado, conseguimos boa vitória”.

O Galo teve poucos lances de brilho da partida. Em certos momentos, explorou de forma exagerada as jogadas de bola parada, que foram bem cortadas pela defesa do Patrocinense. Ontem, o Galo esteve desfalcado do zagueiro Leonardo Silva, de 1,92m de altura, que tem sido a principal arma nesse tipo de lance e deu a vitória ao Galo contra a Caldense, em Poços de Caldas.

VIAGEM Com os titulares em Belo Horizonte, o Atlético treina hoje à tarde, na Cidade do Galo, e viaja em voo fretado para o Uruguai, com chegada prevista para o início da madrugada de amanhã. O retorno de Zé Welison, que atuou 45 minutos ontem, já é praticamente certo no time de Levir Culpi. Ele ocupará o lugar de Adílson, que cumpre suspensão por causa do terceiro cartão amarelo. O treinador não mencionou ontem se escalará Guga no lugar de Patric, que tem sido muito criticado nos últimos jogos.


FICHA TÉCNICA
Patrocinense 0 x 1 Atlético

Patrocinense: Júlio César (Cleysson, intervalo); Kellyton, Juninho, Betão e Ian; Davi Lopes, Arílson, Dedê, Leandro Oliveira (Felipe Alves 7 do 2º) e Giovanni Pavani (Lucas Chinaqui 22 do 2º); Tony Galeto
Técnico: Rodrigo Fonseca
Atlético: Cleiton; Guga, Maidana, Matheus Mancini e Hulk (Renan Guedes 39 do 2º); Adílson, Zé Welison (Nathan, intervalo), Vinícius (Leandrinho 39 do 2º), David Terans e Chará; Alerrandro
Técnico: Levir Culpi
9ª rodada do Campeonato Mineiro
Estádio: Pedro Alves de Nascimento
Gol: Alerrandro 45 do 2º
Árbitro: Igor Júnio Benevenuto
Assistentes: Sidimar dos Santos Meurer e Magno Arantes Lyra
Cartão amarelo: Ian, David Lopes e Matheus Mancini, Giovanni Pavani, Dedê
Pagantes: 3.743
Renda: R$ 183.950
Próximos jogos: América (c) e Tupynambás (f)


Publicidade