Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Dupla missão para o Coelho


postado em 16/02/2019 05:08

O armador Matheusinho promete luta redobrada para quebrar tabu:
O armador Matheusinho promete luta redobrada para quebrar tabu: "Não vencemos há nove partidas e está na hora de acabar com isso" (foto: PAULO FILGUEIRAS/EM/D.A PRESS - 30/11/18)


O América tem dois objetivos no clássico de amanhã, contra o Cruzeiro. O primeiro é manter a liderança do Campeonato Mineiro. O segundo, quebrar um jejum de nove jogos sem vitória sobre o adversário. O último triunfo ocorreu em abril de 2016, no primeiro jogo das semifinais do Campeonato Mineiro, quando o Coelho fez 2 a 0.

Vencer a Raposa pela primeira vez como profissional é o sonho de um dos principais jogadores do alviverde na atualidade, o armador Matheusinho. Ele espera que a partida se torne marcante em sua carreira. “Será, na verdade, um choque de líderes. No entanto, aposto no bom momento do América. É hora de nos firmarmos na classificação. Será importante vencer esse jogo, pois servirá também como estímulo.”

Mesmo com o time defendendo a liderança, o jogador diz que pensa de uma maneira bem peculiar e que o futuro, para ele, é sempre a próxima partida. “Não adianta pensar mais pra frente. Cada jogo tem uma história e o jogo da minha vida, da nossa vida, será sempre o próximo, no caso, esse clássico contra o Cruzeiro. Não vencemos há nove partidas e está na hora de acabar com isso. Tenho uma boa expectativa, assim como todo o nosso time. Esperamos estar bem e fazer um grande jogo.”

ESTÍMULO A presença de um dos auxiliares de Tite, amanhã, no Independência, será para ele um estímulo extra. A partida será acompanha por Fernando Lázaro. “Não sou só eu, mas todo o time quer causar uma boa impressão ao treinador da Seleção. Estamos vindo de bons jogos e esperamos manter esse nível. Será preciso ter muita concentração para chegar à vitória. É isso o que queremos mostrar.”

Para Juninho, o jogo contra o Cruzeiro é diferente dos que foram disputados até agora neste Estadual. “Um clássico envolve muita coisa. Temos de entrar com intensidade e concentração. Em clássico tudo é diferente. Até a cobrança. Esta é uma semana que pode representar bastante para a equipe. Acredito que será uma prova de fogo para o grupo que ainda está em formação. O time foi muito mexido em relação ao ano passado.”


Sai data da Copa do Brasil

Classificado para a segunda fase da Copa do Brasil, o América vai enfrentar o Juventude no dia 28, no Estádio Alfredo Jacone, em Caxias do Sul-RS. A data foi confirmada ontem pela CBF. A competição tem uma mudança no regulamento para essa etapa em relação à primeira. O Coelho seguirá adiante com vitória simples no tempo normal. Caso haja empate, haverá a disputa de pênaltis para definição do vencedor.


ENQUANTO ISSO...
No rastro da tragédia

Sem alvará de funcionamento e sem projeto técnico dos alojamentos para as categorias de base, o América decidiu transferir para um hotel de Belo Horizonte os cerca de 60 jogadores que viviam nos alojamentos do CT Lanna Drumond, na Pampulha. Nesta semana, o clube foi notificado pela Prefeitura de Contagem e pelo Corpo de Bombeiros, que deram prazo de 15 dias para regularização. A diretoria alviverde alegou que os contêineres eram utilizados para receber atletas em período de testes, mas que estariam desativados desde o fim de 2018. Neste ano, teriam passado a ser usados como depósito, não mais como dormitórios. Ao lado do anexo há uma estrutura de alvenaria, chamada Casa do Atleta, com 10 quartos, cada um com capacidade para seis jovens. Durante a visita, o local tinha cheiro de tinta e havia resquícios de pintura fresca. O Coelho afirma ter feito ajustes estruturais para instalação das diretrizes apontadas no projeto de prevenção de incêndio. Todos os clubes do país passaram a ser alvo de vistorias após a tragédia no Ninho do Urubu, do Flamengo, que matou 10 garotos na sexta-feira anterior. Na Grande Belo Horizonte foram encontradas irregularidades também na Toca da Raposa I e II.


Publicidade